Até poucos anos atrás, os grandes nomes do mercado de eletrônicos eram Sony e Philips. Hoje, é difícil imaginar notícias importantes sobre o mundo da tecnologia sem a Samsung sendo citada. Em pouco tempo, a empresa saltou da figuração para o protagonismo nos mais diversos segmentos – e não apenas em eletroeletrônicos.

Pouca gente sabe, mas a empresa sul-coreana possui divisões especializadas em nichos pouco prováveis. Um exemplo: a Samsung é a segunda maior fabricante de navios do mundo (com base nas vendas de 2010, segundo o Bloomberg). Você já imaginava isso? Devemos confessar que aqui no Tecmundo quase ninguém sabia.

Mas para este infográfico e texto, nos atemos à divisão de eletrônicos: a Samsung Electronics. Entenda o que levou a Samsung a ocupar a posição em que está atualmente, competindo de igual para igual com a Apple em vários nichos de mercado (e vencendo em alguns deles).

Líder suprema no mercado de TVs

Por muito tempo, Sony e Samsung dividiram uma central de fabricação de displays LCD, que barateou custos e permitiu que o mercado de ambas fosse estimulado. Mas a parceria foi muito mais proveitosa para a Samsung, que conseguiu crescer – e muito – nas vendas e chegou à liderança do mercado.

Em 2011, a Samsung fechou o ano pela sexta vez consecutiva na liderança. Pouco antes, anunciou que estava comprando a parte da Sony na parceria da fabricação de telas. A transação custou pouco menos de 1 bilhão de dólares e deve garantir ainda mais controle sobre os produtos. O próximo passo da empresa? Desbancar a Apple.

Você pode até pensar que as televisões vendidas pela Samsung não se parecem em nada com os eletrônicos da Apple (AppleTV). Por enquanto isso é verdade, mas durante a CES 2012 foram anunciadas as novas Smart TVs, que trazem recursos inéditos de streaming, gravação e escolha de conteúdo.

Cada vez mais perto do iPhone

Atualmente, a Samsung detém 13% do mercado de smartphones, atrás apenas da Apple, que possui 16% com o iPhone (se incluirmos celulares comuns, a Nokia ainda venceria). Aí você pode dizer: “Há muito mais iPhones do que Galaxy S nas ruas”. Isso é fato, mas existe uma diferença entre as duas empresas que precisa ser mencionada. Enquanto a Apple produz apenas iPhones, a Samsung é mais democrática.

Hoje, consumidores podem comprar aparelhos da Samsung com Android por menos de 400 reais, dependendo do modelo escolhido. O mesmo não pode ser aplicado à Apple, que aqui no Brasil ainda é considerada uma marca de luxo, devido aos altos preços cobrados por seus aparelhos.

Quanto aos tablets, a diferença entre as duas empresas ainda é bastante evidente. No primeiro semestre de 2011, o iPad ainda possuía mais de 60% do mercado, enquanto o Samsung Galaxy Tab estava abaixo dos 20%. A chegada de outros tablets Android de qualidade fez a disputa mudar de Apple contra Samsung para iPad contra Androids.

Fonte para outras empresas

A Samsung também é responsável por produzir materiais que vão equipar eletrônicos de outras empresas. O próprio iPhone utilizou chips da empresa coreana por baixo de seus processadores – e há rumores de que o faz até o A5, mas não fará no A6.

Muitos componentes de hardware para eletrônicos também são criados pela fabricante coreana. Chips de memória RAM e Flash, sensores para câmeras e placas para players multimídia são alguns dos mais comuns. Até o ano passado, existia também uma fábrica de discos rígidos, mas ela foi vendida para a Seagate.

.....

E esses são apenas alguns dos segmentos atendidos pela empresa sul-coreana, que ainda possui bons números de vendas com câmeras digitais e filmadoras, apesar de não atingir a liderança em nenhum dos segmentos. Se a Samsung vai realmente ultrapassar a Apple, só saberemos com o tempo.

Infográfico por: Diogo Saito Takeuchi

Cupons de desconto TecMundo: