Como noticiamos anteriormente, a Huawei organizou um evento na manhã desta quinta-feira (28) para mostrar o seu portfólio de produtos que devem chegar ao Brasil até o final de 2014. Além do Ascend P7 e outros três smartphones equipados com o sistema operacional Android, a empresa chinesa também pretende trazer para cá a TalkBand B1, pulseira inteligente que está disponível no mercado internacional desde o início deste ano.

Ainda sem preço definido, a smartband chegará às gôndolas brasileiras a tempo de ser adquirida como presente de Natal e é a aposta da Huawei para não ficar de fora do segmento de wearable devices, que já conta com um número razoável de aparelhos disputando a atenção do consumidor.

Os leitores do TecMundo já puderam conferir, por exemplo, reviews completos do Galaxy Gear Fit, da Runtastic Orbit e da FitBit Flex – que comumente é tida como campeã de vendas dentro desse nicho. Será que o gadget da Huawei tem potencial para se firmar nesse mercado? Tivemos a chance de brincar com o produto durante alguns minutos e, julgando pelas nossas primeiras impressões, ela tem sim!

Um wearable com diferenciais interessantes

Vamos começar este hands-on falando de uma característica que costuma ser um verdadeiro divisor de águas quando analisamos a chance de um produto emplacar no mercado: a compatibilidade. A TalkBand B1 não só é compatível com qualquer smartphone Android como também funciona perfeitamente com dispositivos iOS. Basta instalar um app dedicado e pronto.

Enquanto muitas fabricantes chateiam seus consumidores restringindo a conexão de seus wearables somente ao seu próprio portfolio de celulares, a Huawei ganha pontos no nosso conceito por permitir que donos de um iPhone ou um iPad usufruam de sua pulseira sem quaisquer problemas.

O design do dispositivo não chama muito a atenção, seguindo um conceito parecido com outras smartbands que já conhecemos. O bracelete é construído em uma borracha confortável; o aparelho em si, que pode ser removido da pulseira e é à prova d’água, conta com uma pequena tela LCD que pode ser acesa com o pressionar de um pequenino botão. A TalkBand consegue rastrear todos os mesmos dados coletados pela FitBit Flex, Runtastic Orbit e semelhantes: número de passos, distância percorrida, horas de sono e calorias queimadas.

Conectada a um smartphone, a TalkBand emite notificações discretas sempre que seu usuário recebe um telefonema. E é nessa hora que o dispositivo mostra seu real diferencial: apertando um pequeno botão localizado na região superior da pulseira, você consegue desconectar o dispositivo do bracelete e utilizá-lo como um fone de ouvido Bluetooth convencional para atender a ligação.

De acordo com a Huawei, a bateria da TalkBand aguenta 15 dias de uso moderado – obviamente, essa estimativa sofre uma queda considerável caso você a utilize frequentemente na forma de fone de ouvido. Outro diferencial interessante do modelo é o fato dele possuir um carregador embutido dentro do próprio bracelete (uma porta USB escondida no fecho da pulseira), dispensando o uso de cabos e acessórios adicionais para recarregar sua bateria.

Custando cerca de US$ 140 nos Estados Unidos, a TalkBand B1 tem tudo para ser um modelo de sucesso caso aterrisse no Brasil com um preço justo. Vale a pena ficar de olho no gadget caso você esteja pensando em entrar no maravilhoso mundo dos wearable devices: a possibilidade de usá-lo para atender ligações e a bateria de longa duração são diferenciais atraentes o suficiente para fazer com que os holofotes se voltem ao dispositivo assim que ele for oficialmente lançado.

Cupons de desconto TecMundo: