Você já está cansado de saber que a Google é uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Há anos, a empresa não é mais limitada à manutenção do motor de buscas, sendo responsável por aparelhos eletrônicos, sistemas operacionais e diversos serviços da internet. Mas onde mais a Google investe o dinheiro que possui? Quais os projetos mais ousados da companhia de Mountain View?

Hoje, trouxemos alguns dos projetos que mais chamaram a atenção da imprensa e dos consumidores nos últimos anos. Confira agora mesmo quais são eles e descubra se o seu material favorito também está sendo mencionado. Quais serão os próximos passos dessa gigante do mercado internacional?

1. Lentes de contato

Anos atrás, a Google comprou a empresa Novartis para acompanhar de perto a construção de lentes de contato inteligentes especialmente produzidas para diabéticos. Trata-se de um mecanismo que integra chips minúsculos com sensores capazes de identificar índices de glicemia e alguns outros indicadores de altíssima importância. Uma excelente ajuda para quem sofre com diabetes.

2. Fórmula da imortalidade

Você já ouviu falar na Google Ventures? Trata-se de uma divisão da Google criada para focaar os investimentos em cientistas capazes de aumentar a expectativa de vida dos seres humanos. Nesse projeto estão envolvidos laboratórios de análise para encontrar novas formas de combate ao câncer e também pesquisas com genomas — além de pesquisas contra o envelhecimento, no centro Calico.

3. Exército robótico

Outra aquisição bem interessante da Google é a Boston Dynamics. A empresa de robótica já possuía alguns contratos com o Pentágono quando a venda foi concretizada e isso significa que a Google ainda precisa honrar compromissos com robôs construídos para o exército dos Estados Unidos. Além disso, também há robôs com características de animais e outros projetos bastante criticados por alguns anteibelicistas.

4. Detector de gatos

Ok! O verdadeiro objetivo deste projeto não é detectar gatos, mas isso não pode ser esquecido. Em 2012, a Google criou um cérebro artificial com 16 mil núcleos que era capaz de identificar uma série de elementos. Nisso, o sistema poderia até mesmo diferenciar rostos humanos de rostos de gatos — fazendo ainda diferenciações com formas que se pareçam muito com rostos, mas não são.

5. LiftWare

Outra empresa comprada pela Google foi a LiftLabs, responsável pela colher especial LiftWare. Trata-se de uma colher criada para portadores do mal de Parkinson, que conta com sensores de alta precisão para identificar tremores dos usuários. Com motores internos, a colher faz a contrapartida do tremor para dar mais autonomia às pessoas, que conseguem se alimentar sem a ajuda de cuidadores.

6. Coração com a mão

Há algumas coisas que nem sabemos que podem ser patenteadas, mas são. Um exemplo disso está no famoso “coração com as mãos”. Calma... Você pode continuar usando o gesto sem qualquer problema, mas a identificação dele por sensores de movimento é algo que pode depender de licenciamento. A Google registrou o gesto para aplicar em tecnologias do futuro, como o Google Glass e outros dispositivos parecidos.

7. Casas inteligentes

Em breve, veremos termostatos que identificam as exigências dos usuários para fazerem o ajuste de temperatura; geladeiras que sabem a hora certa de gelar as cervejas e muito mais. E é claro que a Google está investindo nisso. O seu projeto mais importante na área é o Google Nest, que além de garantir ajustes térmicos nas residências, também possui um aparelho de vigilância doméstica.

8. Balões de internet

Este é um dos queridinhos do público, pois leva muito mais possibilidades ao redor do mundo. Com balões lançados à estratosfera e equipados com transmissores de alta potência, a Google pretende fazer com que regiões remotas ou que ainda não possuam sinal de internet possam aproveitar a tecnologia para a disseminação de conhecimento digital. Você pode conferir mais sobre o Project Loon por aqui.

.....

Qual é o investimento da Google que você mais gosta? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: