Pesquisadores da Lift Lab anunciaram já há algum tempo o utensílio que promete facilitar a execução de tarefas cotidianas por portadores do Mal de Parkinson. A ideia de estabilizar os tremores de pacientes durante refeições se concretizou com a apresentação das colheres Liftware.

Fato é que Google comprou a empresa responsável por desenvolver o produto; os investimentos junto à divisão Google X geraram frutos, e o talher especial deverá chegar ao mercado por US$ 295 (cerca de R$ 740, em conversão direta para nossa moeda e desconsiderados os impostos).

Até 76% do movimento gerado por tremores pode ser anulado pela providencial invenção. Um motor elétrico que trabalha com uma bateria recarregável responde aos comandos emitidos por sensores, estabilizando, assim, o utensílio. A vibração que gera o tremor é detectada em tempo real; um impulso contrário aos chacoalhões é emitido pelo produto.

Anupam Pathak, engenheiro sênior da Google.

O Mal de Parkinson afeta mais de 10 milhões de pessoas por todo o globo – incluindo a mãe de Sergey Brin, cofundador da Google. O investimento, portanto, não foi casual. Bin possui uma mutação genética associada à doença; o executivo fez doações de mais de US$ 50 milhões para instituições dedicadas à luta contra a enfermidade.

A divisão Google X (saiba mais sobre este “folclórico” setor por meio desta página) investe em pesquisas sobre vários segmentos da medicina. A Gigante das Buscas detém a posse também da DNAnexus, companhia de softwares dedicada à análise do genoma humano que busca compreender melhor os fatores genéticos de doenças do coração e do envelhecimento.

Cupons de desconto TecMundo: