Quando se trata da gigante Google, qualquer evento é uma grande notícia. Imagine então quando as especulações de todo o mundo sugerem o lançamento de um novo sistema operacional, uma loja de aplicativos online e um netbook Google para marcar o início de uma nova era da informática? Pois é o que se espera deste evento.

Conferência Google Chrome

O navegador mais veloz do mundo

Boa parte do evento foi destinada à apresentação da evolução do navegador Google Chrome. Desde o seu lançamento, o software já sofreu várias alterações e hoje é considerado o browser mais veloz do mundo, sendo 100 vezes mais rápido do que o seu principal concorrente era há 2 anos.

Vídeo de apresentação do Chrome

Além da velocidade, foram enaltecidos os novos recursos relacionados à aceleração gráfica que as últimas versões permitiram. Também foram mostrados alguns novos plug-ins nativos, como o leitor de PDFs que é mais leve do que os concorrentes e não precisa de arquivos externos para funcionar.

Primeira novidade: a loja de aplicativos

Assim como ocorre com a AppStore da Apple, o Chrome também utilizará um sistema de centralização da distribuição de aplicativos: Chrome Web Store. Programas que rodam diretamente no navegador são mais leves e garantem a sincronização entre várias máquinas, dando suporte à computação nas nuvens que a Google fomenta.

Loja de Aplicativos

São muitos softwares independentes, mas também há aqueles criados por empresas já consagradas, como é o caso do jornal New York Times e da loja Amazon. Vale notar que não são apenas aplicativos para a web que estão disponíveis, também há jogos e outros passatempos.

Ao contrário do que muitos pensavam, o Chrome Web Store não possui apenas aplicativos gratuitos.

A grande novidade: Chrome OS

"Os computadores pessoais não foram feitos para a web. É hora de reescrever isso!". "O Chrome OS não é nada além de web.". Estas duas frases marcaram o lançamento do novo sistema operacional da Google. Possuindo aplicativos baseados na internet, quase nada fica carregado no computador, permitindo que ele seja ligado em menos de um minuto.

Os programas instalados neste sistema operacional são os mesmo instalados no Chrome, ou seja, a integração entre um computador com o Google Chrome e um PC com o navegador instalado é total. Tudo o que o usuário precisa fazer é configurar a sincronização dos computadores para que tenha acesso a tudo em qualquer lugar.

Como era de se esperar, tudo o que existe no Chrome OS é rodado a partir da web, o que pode ser um problema naqueles momentos em que a rede fica indisponível. Pensando nisso, o Chrome OS poderá rodar alguns softwares de maneira off-line. O mesmo está sendo estudado para o Google Docs, suíte de aplicativos profissionais da Google.

Ele ainda não será lançado para o público, pois passará por uma fase de testes fechada.

Cr-48: o notebook da Google

Muito foi especulado acerca do assunto, mas somente hoje foram revelados os verdadeiros dados do notebook da Google. Ele ainda não será lançado comercialmente, pois passará por um período de testes de 6 meses com vários tipos de usuários, desde os domésticos até grandes empresas.

O notebook que também pode ser considerado um netbook, devido às proporções e às funcionalidades, possui especificações simples, provando que o Chrome OS não precisa de grandes configurações para rodar tranquilamente.

 

Fonte: Chrome OS

Possuindo tela LCD de 12,1 polegadas, o aparelho pesa apenas 1,7 Kg. Possui adaptadores para rede Wi-Fi e 3G integrados, além de webcam para chats de vídeo em qualquer lugar que esteja. O teclado e o touchpad foram desenhados para facilitar a utilização de todos, possuindo menos botões de função.

Um ponto importante que deve ser analisado. Como o Google Notebook é totalmente baseado na web, ele não possui um disco rígido rotativo, o que gera menos calor e evita que os usuários “queimem suas pernas”, segundo o site oficial. AAAA

Se você entende e fala inglês e gostaria de participar do projeto piloto do novo sistema operacional, acesse este link e realize o seu cadastro. Alguns usuários serão selecionados para testar o aparelho e dar feedbacks aos desenvolvedores.

Acompanhamento em tempo real da conferência de lançamento do Chrome OS

Para entender melhor, muitas fontes da imprensa internacional afirmaram e postaram imagens nos últimos dias relacionadas aos formatos de teclado deste novo netbook, screenshots do sistema operacional e da loja de aplicativos. Acompanhe o evento, minuto a minuto, a partir das 16h30.

Anúncio do novo evento

16:25: Vìdeos promocionais dos produtos da Google estão sendo mostrados ao público. São vídeos para mostrar a interação que os usuários possuem e também alguns recursos de softwares da empresa. Sequências de animação muito divertidas mostram a funcionalidade de diversos sistemas que a Google disponibiliza.

Vídeos de apresentação

16:30: Começa o evento. O executivo da Google pediu para que todos os presentes utilizando internet wireless levantassem suas mãos para que técnicos pudessem localizá-los e compartilhar documentos sobre o evento.

16:32: Sundal Pichar anuncia os principais tópicos da conferência: navegador Google Chrome e Chrome OS.

Pichar

16:33: "Simplicidade, segurança e velocidade. Estes são os três pilares do navegador Chrome." O executivo ainda citou vários países em que o Google Chrome está sendo líder absoluto.

16:34: Pichar continua seu discurso afirmando o quanto o browser da empresa é mais veloz que seus concorrentes.

Vários resultados

16:36: Brian Rakowski entra no palco para mostrar tudo o que foi dito até agora.

16:38: Google Instant Search e recursos de autocompletar do motor de buscas integrado ao navegador são os argumentos que mostram a velocidade incomparável do sistema do Chrome.

16:39: PDF! Para quem plugins? A última versão do Google Chrome possui um leitor de PDFs integrado e leve, sendo muito mais veloz do que Adobe Reader e outros softwares disponíveis na internet.

PDFs integrados

16:40: Rakowski continua seu discurso. Agora ele está dizendo o quanto é importante a integração entre hardware e software, afirmando que a velocidade excepcional do Google Chrome só é possível porque a aceleração gráfica foi habilitada pelos desenvolvedores do navegador. Páginas do GoogleCode foram acessadas para mostrar estes novos recursos.

WebGL: aceleração gráfica

16:42: Não bastassem as visualizações 3D, agora o Chrome também permite a modelagem em 3D. Tudo isso se deve aos recursos WebGL, ou seja, a aceleração gráfica integrada do Google Chrome.

16:44: Pichar volta ao palco.

16:45: Ele mostra um gráfico sobre a velocidade do Google Chrome. Para os gráficos mostrados foram utilizadas análises dos benchmarks realizados com o V8. Foi mostrado também o quanto o navegador evoluiu desde o lançamento da primeira versão. 100 vezes mais veloz do que o melhor navegador de 2008.

Velocidade altíssima

16:47: Agora que a velocidade já é praticamente perfeita, a Google irá investir em simplicidade. Quanto mais fácil de usar, melhor para os executivos da empresa.

16:48: Atualizações automáticas, fim de caixas de diálogo confusas e sincronização entre várias máquinas e muitas outras facilidades para que os usuários possam resolver seus problemas onde estiverem.

16:49: a palavra da vez é Segurança. A ideia da Google é criar um forte de segurança em torno do Chrome. Não é possível criar um sistema perfeito, mas o Chrome possui muitas camadas para evitar invasões e danos às estruturas do sistema.

16:52: Chrome Web Store.

16:53: Há muitos desenvolvedores excelentes no planeta, mas poucos são descobertos pela Google. Agora eles poderão entrar em contato com a empresa pela Chrome Web Store.

16:54: Assim como ocorre na AppStore da Apple, os desenvolvedores poderão enviar seus programas para a Google para que ela disponibilize-os para o público.

16:55: O Chrome Web Store traz diversos novos aplicativos para a tela dos computadores. Softwares independentes ganham destaque e podem ser baixados por mais usuários.Todos ficam disponíveis em uma galeria de aplicativos, de maneira similar ao que ocorre com as extensões.

Nova loja de aplicativos

16:56: Alguns programas deste novo projeto são mostrados ao público. Nem todos eles serão gratuitos.

16:57: Foram mostrados aplicativos em Flash, o que mostra que a Google ainda não está investindo tão incisivamente na tecnologia HTML5.

16:59: Marc Frons, executivo do New York Times entra no palco com alguns de seus companheiros.

17:00: Ele conta um pouco da história da evolução tecnológica na publicação. Até chegar ao ponto principal. Um aplicativo do New York Times chega ao Chrome Web Store para que os usuários possam ter acesso ao jornal em versão digital.

NY Times

17:01: São vários recursos novos aplicados à web. Interatividade com a publicação e ordenação de assuntos por questões de importância para cada leitor. Ele diz-se orgulhoso de participar desta revolução.

17:02: John Schappert, da Electronic Arts, também está no evento.

17:03: Franquias de games da EA também estarão disponíveis na Chrome Web Store. Mostrando que o projeto da Google conta com parceiros de peso. Alguns pequenos jogos estão sendo mostrados para o público. 

Pop It em ação

17:04: Os jogos foram melhorados para que pudessem rodar em Full HD (1080p).

17:05: "Vocês podem baixar o novo Pop It hoje pela Chrome Web Store! Ou baixar o Chrome 9 e ele estará lá!".

17:06: Executivos da Amazon entram em cena.

17:07: Comprar livros e outros produtos pela Amazon é ainda mais simples com o aplicativo da Amazon instalado em seu Google Chrome. Este aplicativo possui filtros de conteúdo e garante que todos encontrem o que procuram. Segundo Eva Manolis.

Amazon

17:08: Kindle Store também está integrado. Kindle for the Web é um aplicativo completo com muitos títulos disponíveis. Possui também sistema Cover Flow e conta com toda a velocidade do navegador Google Chrome.

17:11: Pichar está volta.

17:12: Link anunciado: Chrome Web Store

17:13: É hora do Chrome OS.

Chrome OS

17:14: O sistema operacional é baseado na ideia de que todos estão conectados quase o tempo todo.

17:15: "Os computadores pessoais não foram feitos para a web. É hora de reescrever isso!". "O Chrome OS não é nada além de web.".

17:16: O novo sistema operacional está sendo ligado.

Novo sistema

17:17: Em menos de 60 segundos, o computador foi ligado, o usuário foi registrado e o sistema já estava pronto para ser utilizado. "Instant boot, instant setup!".

17:18: Para voltar de um estado de hibernação, ele leva cerca de 1 segundo.

Rapidez

17:19: O sistema operacional é mostrado ao lado do Chrome Web Store no Windows. Poucas diferenças são notadas.

17:20: "Não importa o sistema operacional utilizado, a mesma experiência é oferecida em qualquer computador."

Sincronização total

17:21: A troca de usuários também se mostra bastante veloz.

17:22: Usuários "convidados", ou seja, não registrados, utilizam todas as aplicações em modo incógnito para que não sejam feitos logs de seus usos.

17:23: Para edição de documentos. Google Docs, é claro.

17:24: Desenvolvedores da Google estão trabalhando em um modo de transformar o Docs em um aplicativo offline.

Jogo offline

17:25: Ao contrário do que era pensado, vários softwares já funcionam sem a necessidade de estarem conectados à internet.

17:26: O que procura-se é o incentivo à Computação nas Nuvens.

17:27: O Chrome OS funciona também com conexões 3G.

17:30: A segurança não foi deixada de lado pelos desenvolvedores.

Segurança do Chrome

17:31: Para evitar problemas de segurança, o sistema foi criado para suportar atualizações automáticas, verificações no boot, encriptação dos dados dos usuários e também utiliza conceitos de sandboxing.

17:32: Toda vez que o computador é ligado são feitas verificações no boot para buscar alterações que podem ter sido feitas sem a autorização do usuário.

17:33: Para chegar aambientes empresariais, o Chrome OS anuncia seus pilares na segurança, simplicidade e custos.

17:36: O CEO da Citrix foi chamado ao palco para dar algumas palavras. Ele diz que hoje, carregar computadores para todos os locais é uma perda de tempo, visto que tudo está na web.

Excel em funcionamento nas nuvens.

17:37: Citrix Receivers também funcionam com o Chrome OS. Este serviço é utilizado para unir computadores com data centers remotos. Computação nas Nuvens, mais uma vez.

17:39: Deste modo aplicativos de Macs e PCs também podem ser acessados.

17:43: Pichar volta ao palco e retoma os principais conceitos do Chrome OS.

17:44: É hora da grande revelação!

Progresso

17:45: Anunciadas as parcerias com Samsung, Intel e Acer.

17:46: Cr-48, o Netbook da Google.

O novo netbook

17:48: Tela de 12 polegadas, teclado grandes, conexão 3G e Wi-Fi Dual-band, até 8 horas de bateria e webcam.

17:48: Sem botões de função, sem discos de leitura ou discos rígidos e totalmente livre de contratos com a fabricante ou com o sistema operacional.

17:50: American Airlines, APPIRIO, Cardinal Health, Jasons Dell, Kraft, Logitech e Virgin são algumas das primeiras empresas a testar os novos dispositivos.

17:51: Para usuários domésticos serão distribuídos alguns. Os usuários devem contatar a empresa e provar que entendem de informática para que possam dar Feedbacks aos desenvolvedores.

Inscrições

18:01: Após um discurso bastante longo, um dos executivos da Intel afirmou que, finalmente, torna-se possível a computação nas nuvens.

18:03: Para terminar, Pichar reafirma que o Chrome Web Store já está no ar e Chrome Pilot Program começa a ser colocado em prática em pouco tempo.

Cupons de desconto TecMundo: