Nomadland vence premiação dos produtores e ganha força para Oscar

1 min de leitura
Imagem de: Nomadland vence premiação dos produtores e ganha força para Oscar
Imagem: Searchlight Pictures/Reprodução
Avatar do autor

O PGA Awards, premiação organizada pelo Sindicato dos Produtores dos Estados Unidos, realizou sua cerimônia de forma digital na última quarta-feira (24). Nomadland garantiu o maior prêmio da noite, na categoria Melhor Produção de Filmes.

O que isso significa para o Oscar?

Fonte: Searchlight Pictures/ReproduçãoFonte: Searchlight Pictures/ReproduçãoFonte:  Searchlight Pictures/Reprodução 

A premiação dos produtores costuma ser um bom termômetro para o Oscar. Para se ter uma ideia, desde que o PGA começou, há 31 anos atrás, a cerimônia previu 21 vezes o prêmio de Melhor Filme. Uma exceção foi no ano passado, em que o sindicato premiou 1917 e o Oscar escolheu Parasita.

Quem recebeu o troféu por Nomadland foi o produtor Peter Spears. Em seu discurso, ele afirma que em um ano em que todos tivemos que viver isolados, ele e toda a sua equipe têm muito orgulho de desenvolver um filme sobre comunidade e o que nos conecta. O produtor também diz que os nômades ensinaram o poder da resiliência, esperança e gentileza.

Além de Spears, o time de produtores ainda conta com Frances McDormand, Mollye Asher, Dan Janvey e Chloé Zhao.

Fonte: Searchlight Pictures/DivulgaçãoFonte: Searchlight Pictures/DivulgaçãoFonte: Searchlight Pictures/Divulgação

>>> Saiba mais: DGA 2021: diretoras de Nomadland e Bela Vingança se destacam

Nomadland acompanha Fern (Frances McDormand), uma mulher que decide viver uma vida nômade após perder tudo durante a crise econômica de 2008. Durante a sua jornada, vemos Fern encontrando um senso de comunidade e família ao lado dos seus amigos viajantes.

No Oscar 2021, o filme concorre nas categorias Melhor Filme, Direção (Chloé Zhao), Atriz (Frances McDormand), Roteiro Adaptado, Edição e Fotografia.

Nomadland vence premiação dos produtores e ganha força para Oscar