Samsung pode produzir vacina da Pfizer contra covid-19

1 min de leitura
Imagem de: Samsung pode produzir vacina da Pfizer contra covid-19
Imagem: Unsplash
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Em breve, a Samsung pode se juntar à Pfizer no combate à pandemia do novo coronavírus. Conforme noticia o WCCFTech nesta segunda-feira (20), as empresas sul-coreana e americana devem formalizar uma parceria para a produção de vacinas contra a covid-19.

O acordo pode ser selado nesta semana em um encontro entre Moon Jae-in, o presidente da Coreia do Sul, e o CEO da Pfizer Albert Bourla. O líder do país asiático está nos Estados Unidos para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), cuja abertura acontece nesta terça-feira (21) em Nova York.

Moon e o presidente americano Joe Biden chegaram a um acordo de desenvolvimento de vacinas em maio, que prevê um investimento de quase US$ 2 bilhões, transformando a Coreia do Sul no maior centro de produção de imunizantes da Ásia. E é neste ponto que entra a big tech.

A unidade Samsung Biologics fará a produção das vacinas da Pfizer na Coreia do Sul, se o acordo for confirmado.A unidade Samsung Biologics fará a produção das vacinas da Pfizer na Coreia do Sul, se o acordo for confirmado.Fonte:  Samsung/Divulgação 

De acordo com fontes da publicação, a Samsung Biologics, unidade de biotecnologia da marca, ficaria responsável pela produção das vacinas da farmacêutica americana localmente. Ela deve trabalhar em conjunto com a SK Bioscience, que já atua no desenvolvimento de outras fórmulas para combater o Sars-CoV-2.

Comprovante de vacinação no Samsung Pay

Além da possibilidade de produção de vacinas da Pfizer pela Samsung, que ainda não foi confirmada pelas partes envolvidas, a fabricante dos smartphones Galaxy tem se envolvido no combate à covid-19 de outras formas. No mês passado, por exemplo, ela passou a integrar o cartão de vacinação ao Samsung Pay.

Com a novidade, desenvolvida em conjunto com a Commons Project Foundation, os usuários da carteira digital da companhia podem exibir uma versão virtual do passaporte de vacinação no telefone celular. Nos EUA, o comprovante se tornou obrigatório para frequentar cinemas e restaurantes, em algumas cidades.