Vacina da Sinopharm é aprovada para uso emergencial pela OMS

1 min de leitura
Imagem de: Vacina da Sinopharm é aprovada para uso emergencial pela OMS
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Na última sexta-feira (7), a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou a aprovação para uso emergencial da vacina contra a covid-19 produzida pela Sinopharm, estatal chinesa.

Esta é a primeira substância relacionada ao novo coronavírus desenvolvida por um país não ocidental a receber apoio da entidade, assim como a primeira da China para doenças infecciosas a ganhar um sinal verde do tipo.

Com a decisão, a Sinopharm entrará, também, para o consórcio Covax Facility, aliança internacional da qual participam mais de 150 países, incluindo o Brasil.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o imunizante poderá se juntar a outros cinco antígenos já autorizados por aqui, os da Pfizer, Fiocruz/AstraZeneca, Janssen, CoronaVac e Moderna.

Substância da Sinopharm pode ser utilizada no Brasil.Substância da Sinopharm pode ser utilizada no Brasil.Fonte:  Reprodução 

Informações gerais

Dentre as características da vacina em questão, segundo a Anvisa, ela se vale do método mais comum de desenvolvimento, a partir de um vírus inativado, e dispensa cuidados especiais de armazenamento e distribuição.

Além disso, possui um pequeno adesivo que muda de cor quando exposto ao calor e auxilia profissionais a identificarem quando pode ser usada com segurança.

Por fim, nos testes gerais, a fórmula apresentou eficácia de 79% na prevenção de casos sintomáticos graves e hospitalizações.

Vacina da Sinopharm é aprovada para uso emergencial pela OMS