Drone da NASA levou pedaço do avião dos irmãos Wright para Marte

1 min de leitura
Imagem de: Drone da NASA levou pedaço do avião dos irmãos Wright para Marte
Imagem: NASA/Divulgação
Avatar do autor

A NASA revelou nessa terça-feira (23) que o drone Ingenuity estará transportando uma carga especial quando ligar o motor e se tornar a primeira aeronave a realizar um voo controlado em outro planeta, no céu de Marte.

Trata-se de um minúsculo pedaço do histórico avião dos irmãos Wright, que realizou o primeiro voo controlado com motor na Terra no dia 17 de dezembro de 1903, em Kill Devil Hills, na Carolina do Norte (Estados Unidos).

O pedaço em questão é uma pequena amostra de tecido de uma das asas do Flyer 1, aeronave com a qual Orville e Wilbur Wright voaram por mais de 30 metros na primeira tentativa, naquele dia. O material, do tamanho de um selo postal, está preso a um cabo sob o painel solar do helicóptero marciano — a NASA usou fita isolante para prendê-lo ali.

Wright Flyer 1.Wright Flyer 1.Fonte:  Wikimedia Commons 

Esta não é a primeira vez que pedaços do Wright Flyer I vão ao espaço. A tripulação da Apollo 11 carregou uma parte diferente desse tecido, conhecido como musselina, durante a missão realizada em julho de 1969, quando a nave tripulada pousou na Lua. Naquela icônica viagem ao satélite natural, havia também uma pequena lasca de madeira do avião.

O começo de uma nova era

Assim como o avião dos irmãos Wright fez história, o helicóptero Ingenuity quer dar início a uma nova era na exploração espacial. No próximo dia 8 de abril, ele fará a primeira tentativa de voo em Marte, subindo a 3 metros de altura durante 30 segundos. Outros voos curtos poderão acontecer na sequência, dependendo das condições climáticas.

Caso os voos no Planeta Vermelho sejam bem-sucedidos, equipamentos que possibilitem a exploração aérea em outros mundos deverão estar presentes nas futuras missões da agência espacial americana. Uma delas é a Dragonfly, cujo lançamento acontecerá em 2027, levando um drone cheio de instrumentos até Titã, maior lua de Saturno.