Elon Musk afirma que não tomará vacina contra a covid-19

1 min de leitura
Imagem de: Elon Musk afirma que não tomará vacina contra a covid-19
Imagem: Pexels
Avatar do autor

Na última segunda-feira (28), o CEO da Tesla, Elon Musk, concedeu uma entrevista ao New York Times e afirmou que não tomará vacina contra o novo coronavírus, assim como seus filhos. Essa é a mais recente afirmação controversa de Musk relacionada à pandemia. No início do ano, ele se envolveu em polêmicas por espalhar fakes news e protestar ativamente contra a quarentena em razão de suas fábricas.

Musk também não vacinará X Æ A-12, seu filho mais novo. (Fonte: Christiana Musk via CNN / Reprodução)Musk também não vacinará X Æ A-12, seu filho mais novo. (Fonte: Christiana Musk via CNN / Reprodução)Fonte:  CNN 

Durante a entrevista com a jornalista de tecnologia Kara Swisher, Musk afirmou: "Não estou em risco pela covid, assim como meus filhos também não", quando questionado sobre a possibilidade de tomar a vacina contra o coronavírus. O posicionamento de Elon questiona a integridade de sua figura no meio científico, contudo essa não seria a primeira vez que ele se envolve em polêmicas nesse assunto. O CEO da Tesla já minimizou os efeitos negativos da pandemia, protestou contra a quarentena e foi até mesmo criticado por Bill Gates por espalhar fake news sobre a covid-19.

Quando Swisher pediu a Musk para se colocar no lugar dos trabalhadores das fábricas da Tesla — alguns que, inclusive, tiveram diagnósticos positivos confirmados —, o CEO foi abrupto ao encerrar o assunto: "Vamos seguir em frente," disse, "Kara, não quero entrar em um debate sobre covid nessa situação," ele concluiu.

Musk admite que o assunto é delicado: "É um ponto desconfortável onde a racionalidade fica em segundo plano".

Elon Musk afirma que não tomará vacina contra a covid-19