Elon Musk minimiza coronavírus e diz que acidentes de carro matam mais

2 min de leitura
Imagem de: Elon Musk minimiza coronavírus e diz que acidentes de carro matam mais
Avatar do autor

O empresário Elon Musk enviou um email aos funcionários da SpaceX para tentar tranquilizar a equipe em relação ao novo coronavírus (Covid-19), considerado uma pandemia mundial pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com mais de 6,5 mil mortes registradas.

Segundo o BuzzFed News, o memorando de Musk é uma carta em tom pessoal. Nela, o CEO diz que estudou sobre o assunto e sugere que "ela não está entre os 100 maiores riscos à saúde nos Estados Unidos". Ele afirmou que mortes por acidentes de automóveis são mais prováveis do que pelo coronavírus — isso levando em conta somente a quantidade de mortos da semana passada e apenas nos EUA.

"As 36 mortes foram quase todas em grupos de alto risco, particularmente em pessoas mais velhas e que já tinham problemas respiratórios, diabetes ou doenças cardíacas. Isso foi ampliado em alguns casos, como estar preso em um navio de cruzeiro com baixo acesso a instalações hospitalares", escreveu.

Críticas

O BuzzFeed News ouviu especialistas na área de saúde que criticaram duramente o posicionamento do executivo, afinal as duas situações sequer devem ser comparadas em tom de igualdade: o vírus se espalha com facilidade, ainda não tem uma vacina desenvolvida e a taxa de mortalidade aumenta consideravelmente ao longo das semanas.

Musk também deixou de contar a escalabilidade da doença, independentemente de os infectados estarem em grupos de risco ou não. A Itália registrou, por exemplo, 368 mortes em 1 único dia por causa da doença e já ultrapassou 2 mil óbitos no país.

No Twitter

Entre pessoas influentes no setor de tecnologia, Musk parece ser uma das maiores críticas às estratégias de contenção e combate ao coronavírus. No início do mês, ele usou o Twitter para falar que o pânico em relação ao Covid-19 era "estúpido" — antes que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarasse a doença como um grave problema e fechasse as fronteiras do país.

No último domingo (15), Musk voltou ao Twitter e parece ter emitido uma nova opinião sobre o assunto: "Medo é o assassino da mente", uma frase do escritor Frank Herbert em sua obra mais conhecida, Duna. O trecho original e completo é o seguinte: "Eu não devo ter medo. Medo é o assassino da mente. Medo é uma pequena morte que traz obliteração total. Eu vou encarar o meu medo. Eu vou permitir que ele passe por mim e através de mim. E, quando ele se for, voltarei o meu olho interior para ver o seu caminho. Onde o medo não estiver mais, não haverá nada. Só eu permanecerei".

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Elon Musk minimiza coronavírus e diz que acidentes de carro matam mais