(Fonte da imagem: RT)

Se você se interessa por bitcoins, certamente deve estar acompanhando toda a polêmica envolvendo a corretora Mt. Gox e sua teórica falência decorrente de um ataque de cibercriminosos.

Vale a pena recapitular: a companhia, dirigida por Mark Karpeles, cessou suas atividades no dia 25 de fevereiro, sumindo com mais de 850 mil BTCs e afirmando ter dívidas astronômicas cuja soma daria pelo menos US$ 148 milhões.

Contudo, a versão da Mt. Gox não conseguiu convencer todo mundo – tanto que um grupo de hackers resolveu publicar ontem (9) uma série de indícios que podem provar que a corretora não foi vítima de cibercriminoso algum. A equipe, composta por internautas anônimos, também hackeou o blog pessoal e perfil no Reddit de Mark Karpeles, utilizando ambos para publicar um arquivo de 716 MB contendo as provas de que a companhia simplesmente roubou os bitcoins de seus usuários.

Hackers publicam screenshots que mostram transações financeiras da Mt. Gox (Fonte da imagem: Reprodução/Forbes)

Provas apresentadas

Entre os documentos vazados, estão presentes uma planilha em Excel com registros de transações financeiras e dados pessoais do próprio Karpeles, incluindo seu currículo profissional e endereço completo. Também foram encontradas evidências que ainda existem cerca de 950 mil bitcoins nos servidores da empresa, o que contraria a afirmação da própria companhia de que seu caixa teria sido completamente zerado durante o suposto ataque ocorrido no mês de fevereiro.

Alguns usuários do Reddit, encontrando informações sobre suas contas nos arquivos publicados, atestaram a veridicidade dos documentos. Outros internautas, contudo, afirmaram que o ficheiro postado pelos hackers contém um vírus capaz de roubar BTCs do PC infectado. A Mt. Gox ainda não se pronunciou sobre o episódio.

Cupons de desconto TecMundo: