Empresa perdeu uma fortuna de seus clientes e agora quer abrir falência (Fonte da imagem: Reprodução/BitcoinRumors)

No início da semana, o Tecmundo reportou o “desaparecimento” da corretora de Bitcoins Mt. Gox. A empresa era uma das maiores no ramo, permitindo a seus clientes armazenar e transferir suas Bitcoins pela internet. De uma hora para outra, o site do serviço saiu do ar e, para desespero de quem tinha dinheiro guardado lá, o advogado da Mt. Gox fez ontem a abertura do pedido de falência da empresa no Japão.

Com isso, não se sabe o que pode acontecer com o dinheiro virtual dos clientes da Mt. Gox ou como eles poderão proceder para recuperar suas cifras ao redor do mundo, uma vez que a empresa pode deixar de existir em pouco tempo.

Os problemas na Mt. Gox foram gerados por um suposto roubo milionário, em que desapareceram dos servidores da empresa 744.408 Bitcoins. Isso é o equivalente a R$ 820 milhões, ou seja, uma quantia nada fácil de levantar para arcar com o prejuízo dos clientes.

Até o momento, não há qualquer detalhe sobre como anda o processo de falência, mas o advogado do site em Tóquio chegou a explicar que a empresa tem uma dívida de mais de R$ 148 milhões (6,5 bilhões de ienes) e não tem como pagá-la. Ou seja, esse valor se soma às Bitcoins roubadas e a companhia tem um rombo enorme em suas contas.

Cupons de desconto TecMundo: