(Fonte da imagem: Reprodução/Mkalty)

A bitcoin pode estar prestes a encarar a primeira grande crise econômica da história da moeda virtual. Depois de registrar problemas técnicos e paralisar as atividades de negociação, a corretora Mt. Gox, uma das maiores do ramo, simplesmente desapareceu.

De acordo com documentos que provariam a crise enfrentada pela companhia japonesa, um roubo que não foi detectado e funcionou durante anos teria resultado no sumiço de 744.408 bitcoins. Na cotação atual, isso equivale a cerca de US$ 350 milhões (aproximadamente R$ 820 milhões). A Mt. Gox detinha cerca de 6% do total das unidades em circulação.

A página da Mt. Gox está totalmente em branco e o perfil da empresa no Twitter foi zerado, apesar de ainda existir. E há quem não acredite em roubo, mas em fraude: o CEO da corretora, Mark Karpeles, saiu sem motivos aparentes do conselho da Bitcoin Foundation ainda nesta semana.

(Fonte da imagem: Reprodução/Mt. Gox)

O mistério fica ainda maior quando você acessa o código-fonte da página: sem conteúdo algum, há apenas um aviso: "inserir o anúncio da aquisição da Mt. Gox aqui". Será que a corretora foi comprada e não avisou ninguém? Ou o sumiço realmente aconteceu e a "aquisição" foi o roubo em si?

Sem pânico

Outras corretoras responsáveis por negociações envolvendo bitcoins lançaram um documento conjunto afirmando que todas as demais empresas mantinham distanciamento da rival e continuarão operando normalmente. Coinbase, Kraken, BitStamp, Circle e BTC China avisam que "a trágica violação da confiança dos usuários da Mt. Gox é resultado das ações de uma única companhia e não refletem a resiliência ou o valor da bitcoin e da indústria das moedas digitais".

A existência do documento reforça a ideia de que a situação da Mt. Gox vai além de uma simples aquisição. Por enquanto, representantes da Mt. Gox ainda não soltaram uma declaração explicando o sumiço e não se sabe se os clientes prejudicados terão algum tipo de reembolso.

Roubos em massa

E parece que a segurança das moedas virtuais não vai tão bem assim. Segundo a Reuters, um método de controle de botnets conhecido como Pony já teria roubado 85 carteiras virtuais que continham vários tipos de moedas virtuais. A empresa de segurança Trustware, que descobriu a ameaça, não sabe dizer o valor do golpe, mas avisa que "centenas de milhares de máquinas" estavam envolvidas. Anteriormente, o método era usado para obter senhas e outras informações pessoais.

Essa versão do Pony já teria sido desabilitada pela Trustware, mas os responsáveis pelo golpe ainda estariam na ativa. Por enquanto, não se sabe se o ataque tem algo a ver com o desaparecimento da Mt. Gox.

Cupons de desconto TecMundo: