Um relatório recente do grupo norte-americano Digital Citizens Alliance chama a atenção para a segurança digital das usuárias na internet. Segundo a organização, as mulheres são cada vez mais afetadas por ataques hacker que invadem a webcam e gravam os seus momentos particulares, publicando eles posteriormente no YouTube.

O grupo também levantou que a principal forma de infiltração feita pelos criminosos é por meio de um tipo de trojan conhecido como “RAT”. Ele se esconde no computador de forma sorrateira e pode verificar todas as atividades que o usuário realiza na máquina, inclusive com a possibilidade de gravar vídeos e roubar senhas.

Segundo o grupo, são cerca de 31 vírus encontrados atualmente com esse método de infiltração. Vale a pena lembrar que, somente no Brasil, são estimados que mais de 2,5 milhões de computadores estão infectados. Neste ano, foram identificados pelo menos 13 famílias de malware do tipo "RAT" em atuação no país, gerando mail de cinco mil arquivos executáveis.

Os vídeos roubados, que são publicados pela internet posteriormente, chegam a atingir mais de 30 mil visualizações. O próprio grupo apurou que nem mesmo o YouTube está punindo os responsáveis pela publicação, pois a maioria dos vídeos conta com as propagandas de parceria com a plataforma.

Cupons de desconto TecMundo: