Seguindo “perigoso” para grandes empresas de tecnologia, o ano de 2016 tem duas novas vítimas de grandes ataques hacker: Weebly e talvez também o Foursquare. O primeiro chegou a confirmar o ocorrido, mas o segundo negou ter sofrido um ataque, mesmo com evidências e dados de usuários publicados na web.

No caso do Weebly, foram mais de 43 milhões de pessoas expostas. Nomes de usuário, endereços de email e de IP foram roubados por criminosos ainda não identificados. Senhas também foram vazadas, mas todas estavam sob forte criptografia, e a empresa não acredita que os criminosos tenham conseguido contornar isso, já que não houve nenhum registro de acesso indevido generalizado em contas do Weebly.

Senhas também foram vazadas, mas todas estavam sob forte criptografia

O Weebly é conhecido por prestar serviço de construção simples e hospedagem de sites para empresas e pequenos negócios que não possuem programadores ou gerentes de TI. Por conta disso, esse vazamento ainda pode ter muitos desdobramentos. Caso as senhas sejam quebradas, milhões de sites podem ser invadidos.

Essa brecha foi explorada há cerca de oito meses, e a empresa disse que vai mandar notificações aos usuários para que eles troquem suas senhas. Números de cartão de créditos e endereços físicos não foram roubados.

E o Foursquare?

O serviço não confirmou ter sido alvo de um ataque hacker recentemente, mas existem evidências de que pelo menos 22,5 milhões de contas foram comprometidas segundo o site LeakedSource, especializado nesse tipo de conteúdo. “Nós fizemos uma investigação interna, e não encontramos nenhuma falha de segurança”, disse um comunicado oficial do Foursquare.

Fora essas duas empresas, MySpace, Tumblr, Dropbox e Yahoo! sofreram grandes ataques hacker em 2016. O caso que envolveu o LinkedIn inclusive já tem um suspeito preso pelo FBI e em espera de extradição para os EUA para interrogatório. Será vão pegar todos os envolvidos nos outros hacks também?

Cupons de desconto TecMundo: