Uma patente registrada nos EUA pela Apple revelou que a empresa está trabalhando em uma tecnologia que poderia promover uma “autorrecuperação” de iPhones danificados. Basicamente, o aparelho faria manutenção, reparos e recalibrações sozinho durante a noite. Dessa maneira, se você derrubasse seu dispositivo e alguma coisa fosse desconfigurada, no outro dia, ele estaria pronto para mais uma empreitada.

Isso não quer dizer, entretanto, que os próximos smartphones da Apple poderão se recuperar de problemas graves, como telas quebradas ou partes amassadas. Contudo, pequenos arranhões, partes com mau contato e pixels apagados poderiam ser consertados em apenas uma noite.

O nome da patente registrada pela empresa é “Manutenção automática de dispositivo eletrônico”, mas é necessário ter em mente que isso está longe de ser uma novidade de fato no setor mobile. A LG já lançou dois smartphones (LG G Flex e G Flex 2) capazes de fazer autorrecuperação depois de sofrerem arranhões em sua carcaça, por exemplo. Como a Apple ainda está em fase de patente, é possível que demore a colocar sua novidade no mercado.

Esse registro foi feito pela Maçã nos EUA em julho de 2014, mas a companhia também já tem outras patentes similares que podem tornar seus iPhones verdadeiras máquinas de autorrecuperação.

Rumores de que os próximos modelos da fabricante seriam à prova-d’água surgiram depois que esta patente mostrou como a empresa tinha inventado um método para que seus smartphones expelissem água de seus orifícios automaticamente. Isso, combinado com as novas possibilidades da patente encontrada agora, tornaria os futuros iPhones bem mais atraentes para o público.

Autorrecuperação de danos deveria ser padrão em todos os smartphones ou é dispensável? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: