A Apple estaria empenhada em reformular acordos com as grandes gravadoras visando baixar seus custos e assim oferecer o Beats Music, serviço de streaming de músicas adquirido pela empresa em maio deste ano junto com a marca Beats Audio, em uma transação de US$ 3,2 bilhões, por um preço menor do que a concorrência.

De acordo com o site Re/code, que teria tido contato com fontes próximas à Maçã, a companhia está em estágio inicial de negociação sobre um novo conjunto de direitos autoriais e recursos que ela gostaria de incluir em uma versão renovada do Beats Music.

Segundo esse boato, a nova estrutura tarifária proposta pela Apple, que entraria em vigor no ano que vem, permitiria a ela vender as assinaturas mensais do Beats Music por valores menores do que US$ 10, a média praticada pela maioria dos serviços do gênero.

Com isso, a ideia da Maçã é aumentar consideravelmente e rapidamente o número de adeptos do seu produto. Até o momento, a companhia não se pronunciou sobre o assunto, mesmo quando o porta-voz Tom Neumayr foi procurado pelo site que veiculou esse novo rumor.

Cupons de desconto TecMundo: