(Fonte da imagem: Reprodução/BGR)

Apple e Samsung voltaram ao campo de batalha da guerra de patentes para mais uma série de julgamentos. A Maçã acusa a outra de infringir propriedades intelectuais e o chefe de marketing da companhia, Phil Schiller, foi bastante ácido durante uma audiência enquanto criticava a rival sul-coreana.

Schiller começou avisando que o uso indevido de patentes pela Samsung enfraqueceu "a visão que o mundo tinha da Apple", já que as marcas da empresa foram diluídas e banalizadas. Desse modo, os consumidores "começaram a questionar nossa inovação e habilidades de design de uma forma que as pessoas nunca fizeram antes", já que reconheciam as inovações nos produtos da rival. "Eu me lembro da primeira vez em que eu vi um smartphone Galaxy. Ele parecia exatamente como o iPhone, tão igual que as pessoas até poderiam ficar confusas".

O iPad mini também foi tópico de discussão: a Apple diminuir o tamanho do tablet seria uma cópia da empresa aos tablets de tamanhos diminutos que as rivais estavam lançando. "Não era sobre a competição", respondeu Schiller.

"Parece um iPad"

O depoimento continuou com cenas bizarras. Um dos advogados da Samsung, Bill Price, perguntou a Schiller se a Apple não "tinha uma patente sobre um produto ser bonito ou sexy" ou se ela "é dona do direito de impedir o design de um hardware", tudo isso enquanto segurava um tablet da série Galaxy.

"Eu não sei que produtos da Samsung são autorizados a copiarem os nossos dispositivos e quais não são", devolveu o chefe de marketing da Apple. Quando pediram para Schiller identificar o tal tablet que estava na mão do advogado, ele foi direto: "Eu não posso dizer daqui de longe. Para mim, parece um iPad".

Cupons de desconto TecMundo: