A Gradiente não está entre as fabricantes de tablets mais tradicionais do mercado. Porém, o seu lançamento mais recente surpreendeu os consumidores ao apresentar um produto com configurações robustas aliadas a um preço competitivo. De quebra, a empresa foi uma das primeiras a colocar no mercado o processador quad-core Tegra 4, da NVIDIA.

Tendo os jogos um grande papel em seu DNA, é natural que o destaque principal do novo processador acabasse recaindo sobre os games. E foi aproveitando justamente essa proposta que a Gradiente decidiu apostar as suas fichas no poderoso Tegra Note 7. O aparelho chega ao mercado nacional por R$ 999, um preço competitivo se levarmos em consideração as suas configurações.

Mas será que o produto é uma boa escolha para quem está pensando em investir o dinheiro em um tablet? A nossa opinião sobre o mais novo produto da Gradiente é o que você confere nesta análise detalhada do Gradiente Tegra Note 7.

Testes de desempenho

Para a realização desta análise, submetemos o Gradiente Tegra Note 7 a quatro aplicativos de benchmark. São eles: 3D Mark (Ice Storm Unlimited), AnTuTu Benchmark 4, GFX Bench 3.0 (T-Rex HD Off Screen e T-Rex HD On Screen) e Vellamo Mobile Benchmark (HTML 5 e Metal).

AnTuTu Benchmark 4

Entre os tablets já testados pelo Tecmundo nesta categoria, o Gradiente Tegra Note 7 foi o que atingiu a pontuação mais alta. O produto somou 34.323 no AnTuTu Benchmark 4. Quem chegou mais próximo disso foi o HP SlateBook X2, que somou 27.364 pontos. Completam a lista nesse primeiro teste o LG G Pad 8.3, com 24.644 pontos; Asus Nexus 7 (2013) com 20.955 pontos; e Sony Xperia Tablet Z, com 20.900 pontos.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

GFX Bench

No GFX Bench os aparelhos são testados em duas modalidades: T-Rex HD Offscreen e T-Rex HD Onscreen. No primeiro dos testes o tablet Gradiente Tegra Note 7 atingiu a marca de 18,3 fps, mesmo número alcançado pelo HP SlateBook X2. O ASUS Nexus 7 (2013) marcou 16 fps; o Xperia Tablet Z atingiu a marca de 13 fps, assim como o LG G Pad 8.3.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

No teste T-Rex HD Onscreen ninguém conseguiu superar o Gradiente Tegra Note 7, que atingiu a marca de 28,4 fps. O HP SlateBook X2 somou 17,7 fps. O ASUS Nexus 7 (2013) marcou 15 fps; o LG G Pad 8.3 marcou 13 fps; e o Xperia Tablet Z marcou apenas 12 fps.

3D Mark

No 3D Mark, utilizamos o teste IceStorm Unlimited como padrão para nossa avaliação. O Gradiente Tegra Note 7 também foi o vencedor, atingindo a marca de 14.710 pontos. O ASUS Nexus 7 (2013 somou 10.748 enquanto o HP SlateBook X2 somou 10.170. O LG G Pad 8.3 fez 9.388 pontos e o Sony Xperia Tablet Z somou 9.123 pontos.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Vellamo Mobile Benchmark

Realizamos dois testes com o Vellamo Mobile Benchmark: o HTML5 e o Metal. No primeiro deles o Gradiente Tegra Note 7 atingiu a marca de 2.918 pontos, uma das mais altas já alcançadas em nossos testes (a maior é a do phablet Sony Xperia Z Ultra com 2.979 pontos).

Outros modelos testados nesta categoria tiveram desempenho um pouco abaixo: o Sony Xperia Z Tablet marcou 2.774 pontos; o HP SlateBook X2 atingiu 2.585 pontos; o LG G Pad 8.3 chegou a 2.430 pontos; mais atrás nesse teste, o ASUS Fonepad 7 marcou 1.763 pontos.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Já no teste Metal o modelo da Gradiente ficou com a segunda posição, somando 936 pontos. Quem obteve uma colocação melhor nesta categoria foi o HP SlateBook X2, com 1.104 pontos (o smartphone LG G2 ainda é o mais potente de nossos testes com 1.249 pontos). O LG G Pad 8.3 marcou 702 pontos; o Sony Xperia Tablet Z marcou 625 pontos; e o ASUS Fonepad 7 marcou 575 pontos.

Design de produto

Os itens que mais se destacam na parte frontal do tablet Tegra Note 7 são os dois alto-falantes, localizados nas partes superior e inferior do produto. As quatro bordas não estão entre as mais finas existentes nos produtos desta categoria, mas o conjunto como um todo acaba revelando uma peça com visual harmônico.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Na traseira, um acabamento emborrachado na parte central transmite a sensação de resistência. A marca Tegra Note, no centro do produto, tem maior destaque até mesmo do que a logo da Gradiente. O peso do produto, de 320 gramas, também não está entre os mais leves, mas ainda assim está dentro de limites aceitáveis que não comprometem a usabilidade do tablet.

Como é voltado para gamers, seu design foi pensado com o aparelho na horizontal (deitado). Assim, os botões de volume ficam na parte superior (lateral direita na vertical), mesmo posicionamento do slot para cartão micro SD. A entrada para fone de ouvido e a saída HDMI ficam na lateral esquerda (parte superior na vertical).

Qualidade da tela

Por se tratar de um aparelho que tem como foco o público gamer, uma resolução de tela Full HD seria a ideal. Porém, a resolução de 1280x800 não decepciona e é suficiente para que você execute os seus jogos favoritos sem que haja perda de qualidade. O painel de 7 polegadas é de LCD com retroiluminação de LED e conta com tecnologia IPS.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

A resposta aos toques é precisa, sejam eles feitos com os dedos ou com a caneta NVIDIA Direct Stylus, que acompanha o produto. As configurações de brilho são suficientes para deixar uma boa aparência visual tanto no uso de apps convencionais quanto na execução de jogos que requeiram maior capacidade de processamento gráfico.

Desempenho

Esse é talvez o quesito em que o Gradiente Tegra Note 7 mais se destaca. Contando com processador NVIDIA Tegra 4 de 1,8 GHz e 1 GB de RAM, em nossos testes o aparelho conseguiu rodar com suavidade todos os games testados, como Thor: TDW - The Official Game, Reaper e Dead Trigger 2. A transição entre apps também é satisfatória, sem travamentos ou atrasos.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Aqui, vale uma explicação sobre o processador e a GPU que equipam o Tegra Note 7. O NVIDIA Tegra 4, divulgado pela empresa como o “processador mobile mais rápido do mercado”, conta com uma CPU Cortex-A15 de 4 núcleos, com um quinto núcleo sendo destinado para operações que exigem menor capacidade de processamento. Essa característica permite que o aparelho economize energia. A GPU possui 72 núcleos.

Essas características resultam em uma capacidade de processamento que coloca o aparelho entre os mais potentes de sua categoria. É possível, por exemplo, renderizar fotos em HDR com mais rapidez, além de tornar o processo de captura ainda mais rápido. Na prática, o usuário tem a garantia de alto desempenho para suas tarefas com o Gradiente Tegra Note 7 em mãos.

Câmeras

Em um tablet, as câmeras não costumam ganhar uma atenção especial por parte dos fabricantes e acabam sendo deixadas um pouco de lado. Dessa forma, a câmera frontal do aparelho é apenas funcional, com resolução VGA. É pouco para quem valoriza esse quesito e gosta de aparelhos que proporcionem imagens de melhor qualidade para selfies ou videoconferências.

Foto tirada com a câmera traseira do Gradiente Tegra Note 7. (Fonte da imagem: Tecmundo)

Já a câmera traseira, de 5 megapixels, estaria abaixo da média se estivéssemos falando de um smartphone. Em um tablet, essa qualidade inferior é perdoável, uma vez que as fotos capturadas pelo produto resultam em imagens aceitáveis dentro de sua proposta. Contudo, ainda assim há um diferencial nesse quesito.

O NVIDIA Tegra Note 7 tem a possibilidade de capturar fotos em HDR. Como mencionamos acima, essa é uma das características mais marcantes de processamento do Tegra 4 e, por conta disso, a função foi incluída no modelo. É bem verdade que, para resultados melhores, seria preciso testar o recurso em uma câmera com melhor resolução. Entretanto, nesse caso, é nítido o ganho de qualidade nas que a ferramenta proporciona.

Qualidade de áudio

Entre os mais variados modelos de tablets, também não é comum encontrarmos aparelhos que se destaquem pela qualidade de áudio. Felizmente para o consumidor esse é o caso do Gradiente Tegra Note 7. O aparelho não vem acompanhado de fones de ouvido, mas seus dois alto-falantes garantem um ótimo acompanhamento para a jogatina.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Durante as partidas, as duas saídas de áudio, localizadas na parte frontal, acabam sendo sobrepostas pelas mãos, tornando o som levemente abafado. Contudo, caso estivessem na parte traseira certamente não proporcionariam o mesmo impacto – o que torna a situação equilibrada. Há pouca distorção em graves e agudos.

Talvez o produto não seja a melhor das opções para áudio, como apenas ouvir músicas. Entretanto, tanto em filmes quanto em jogos, se levarmos em consideração o uso sem fones de ouvido, não há como negar que a qualidade de áudio está acima da média dos concorrentes diretos de 7 polegadas.

Bateria

O Tegra Note 7 conta com uma bateria de 4.100 mAh, capacidade que está dentro da média dos tablets de sua categoria. Em nossos testes o desempenho se mostrou bastante satisfatório mesmo em situações de uso mais extremo, como em jogos que requerem maior capacidade de processamento gráfico.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Para quem pretende utilizá-lo para jogos, durante a nossa análise conseguimos jogar por mais de 6 horas antes que a bateria se descarregasse por completo. O uso em exibição de vídeos também fica próximo da mesma média, de forma que os usuários têm a garantia de que terão um bom tempo de jogabilidade com o portátil.

Possui saída HDMI

Para quem pretende transmitir jogos ou até mesmo conteúdo em vídeo, outra boa alternativa é o fato de o tablet contar com uma saída HDMI. Basta conectar o cabo, que é vendido separadamente, na sua TV e começar a transmissão. Isso permite, por exemplo, que você transmita filmes diretamente do aparelho para a TV ou ainda navegue pela internet.

Caneta NVIDIA Stylus

O tablet Gradiente Tegra Note 7 conta ainda com uma caneta NVIDIA Direct Stylus. Ela fica presa na base do produto e, ao retirá-la, imediatamente o sistema operacional reconhece e ativa um modo de uso da ferramenta. Com precisão razoável, ela não está entre as versões mais inovadoras do gênero, mas cumpre o seu papel.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Há poucas funções exclusivas no aparelho voltadas para o uso da ferramenta – os apps Tegra Draw e Write são os principais –, de forma que ela funciona muito mais como um acessório complementar para quem deseja tê-lo do que como uma ferramenta auxiliar relevante. Ela está ali para quem quiser conferir, mas não espere que ela vá auxiliá-lo a se tornar mais produtivo.

NVIDIA TegraZone

Para facilitar o acesso dos usuários aos jogos melhor adaptados para o processador Tegra, a NVIDIA criou o TegraZone. Trata-se de uma espécie de loja virtual que traz uma seleção de jogos voltados para aparelhos com processador da NVIDIA, como é o caso do Tegra Note 7 e do NVIDIA Shield.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Apesar de a ideia ser boa, infelizmente há pouca atualização por ali. Porém, os jogos indicados são de ótima qualidade e demonstram que empresa está interessada em oferecer o que há de melhor para os seus consumidores. Boa parte dos títulos disponíveis é pago, mas é possível escolher alguns itens interessantes no meio da lista.

Vale a pena?

O tablet Gradiente Tegra Note 7 é uma grata surpresa no mercado brasileiro. Com configurações robustas, o preço oficial do aparelho na loja da Gradiente é de R$ 999, um valor competitivo dentro da sua categoria e da sua proposta. Em nossos testes de benchmark, na maioria deles o aparelho se saiu vencedor.

Com foco no público gamer, o modelo conta com processador NVIDIA Tegra 4, 1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento e bateria de 4.100 mAh. O desempenho do Tegra Note 7 é o maior ponto positivo do produto, tornando-o ideal para jogos que requerem alto poder de processamento gráfico. Tarefas mais simples e apps convencionais também podem ser executados com tranquilidade.

Uma tela Full HD daria ainda mais vida ao produto, mas a resolução de tela de 1280x800 é suficiente para não comprometer a sua jogabilidade. Sem dúvida, se você está pensando em um tablet para jogos e que seja capaz de rodar com tranquilidade outros tipos de apps, vale levar em consideração o modelo da Gradiente. Podemos afirmar com tranquilidade que o Gradiente Tegra Note 7 é, de fato, um dos mais rápidos disponíveis no mercado.

Este produto foi cedido por empréstimo pela NVIDIA para a realização desta análise.

Cupons de desconto TecMundo: