A LG pode ser considerada hoje uma das principais vendedoras de smartphones da atualidade. Com aparelhos voltados para praticamente todos os tipos de público, é difícil encontrar uma categoria em que os produtos da empresa sul-coreana não estejam presentes com um relativo destaque.

Embora sejam bem vistos pelos consumidores, sempre faltou para a empresa um smartphone potente e que fosse capaz de bater de frente com os principais aparelhos do mercado. Mudar essa visão, reconhecida até mesmo pela empresa sul-coreana, é a proposta da LG com o lançamento do smartphone LG G2.

O mais novo top de linha da companhia ainda não está disponível no mercado brasileiro (a expectativa é que o lançamento aconteça ainda em outubro), mas já é possível comprá-lo nas lojas norte-americanas. Fomos até os Estados Unidos buscar o principal produto da LG e as nossas impressões sobre ele você confere agora nessa análise.

Testes de desempenho

Nenhum outro aparelho testado pela equipe do Tecmundo obteve números tão altos em testes de benchmark quanto o LG G2. Obviamente, isso não significa que o aparelho seja o melhor já lançado até hoje, uma vez que testes como esses são apenas um dos referenciais que devemos levar em consideração em uma análise.

Entretanto, ainda assim os números não deixam de surpreender positivamente. No AnTuTu Benchmark 4 o aparelho da LG atingiu 35.279 pontos, superando com folga os 27.846 pontos obtidos pelo Samsung Galaxy S4 (quad-core). No Vellamo, o aparelho alcançou 2.891 pontos no teste HMTL5, e 1.249 pontos no teste Metal.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo) (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo) (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Apenas a título de referência, submetemos o LG G2 a testes em outros três aplicativos de benchmark: 3D Mark, Basemark X e GFX Benchmark. No primeiro, o desempenho no teste Ice Storm Unlimited foi de 14.994 pontos. No Basemark X, foram 13.022 pontos no teste offscreen e 15.215 pontos no teste onscreen. Por fim, no GFX Benchmark, atingiu marcas de até 54 fps, neste caso no teste Egypt HD (offscreen).

Aprovado

Um display de encher os olhos

A tela de um aparelho é sem dúvida uma das responsáveis pela primeira impressão que o consumidor terá sobre um determinado produto. No caso do LG G2, o resultado está entre os melhores possíveis. Com a configuração de brilho no máximo, o display do smartphone se mostra nítido e com cores extremamente vivas.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Com a configuração de brilho em níveis intermediários o contraste é menor, mas nem por isso o produto “perde” um pouco do seu encanto. Com 5,2 polegadas, a tela IPS Full HD do LG G2 atinge 423 pixels por polegada, mais do que suficiente para reproduzir com muita qualidade qualquer vídeo 1080p ou game disponível na atualidade.

Outra atração do aparelho são as suas bordas extremamente finas. Com isso, há um aproveitamento de espaço considerável na parte frontal do produto, fazendo com que o consumidor “ganhe” alguns décimos de polegada a mais sem que isso impacte em uma maior largura ou altura do smartphone.

Dando adeus aos botões físicos

Dê uma boa olhada na parte frontal e nas laterais do LG G2. Note que não há nenhum botão físico, um feito e tanto e termos de design. A decisão da empresa em colocar os controles de volume e até mesmo o botão power na parte traseira pode parecer estranha em um primeiro momento e leva um tempo até que você se acostume com a ideia.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Entretanto, durante a utilização não notamos nenhum problema com relação a esse novo posicionamento. Ele não é mais prático, é apenas diferente. Já a estrutura do aparelho em si não revela muitas novidades, com acabamento em plástico policarbonato e um visual similar ao do Samsung Galaxy S4.

Ativar e desativar o celular é outra tarefa que ganhou um jeito especial de ser feita: basta dar dois toques na tela pra ligar o LG G2. Outros dois toques na tela desligam o aparelho. O recurso é bastante prático e certamente você vai se acostumar com ele com muita facilidade.

Sem deixar você na mão

Com especificações técnicas robustas – o processador é um Snapdragon S800 e o modelo conta com 2 GB de RAM,  já dá pra imaginar que o aparelho é capaz de desempenhar as principais tarefas do Android com muita facilidade, sem travamentos e com uma fluidez invejável.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Em termos de desempenho, o LG G2 pode ser considerado um dos aparelhos mais rápidos que já passaram pela redação do Tecmundo. Assim como nos testes de benchmark, em que ele sai vencedor na maioria dos quesitos, na prática não há problemas em termos de desempenho do produto.

Mesmo estressando o celular, o calor produzido não é excessivo, fazendo com que o LG G2 se mantenha dentro de patamares aceitáveis de temperatura. O recurso de multitarefa, chamado de Slide Aside, pode ser executado sem que haja nenhum tipo de perda de velocidade no uso cotidiano.

Câmera com nove pontos de foco

Com 13 megapixels de resolução, a câmera traseira do LG G2 é capaz de registrar imagens em 1080p com até 60 quadros por segundo. Graças à tecnologia OIS (Optical Image Stabilizer), a captura de imagens é nítida e em boa resolução mesmo quando você estiver em movimento ou em ambientes pouco iluminados.

Foto tirada em condições naturais de iluminação com o LG G2. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O sistema focal se baseia em nove pontos da tela, o que garante imagens mais precisas na hora de ajustar o ponto principal do objeto a ser enquadrado. Com poucas distorções de cores e um nível de qualidade dentro do esperado para uma câmera de smartphone, o LG G2 se mostra competente neste quesito, não se colocando entre os melhores, mas suprindo todas as necessidades do usuário sem muita dificuldade.

Som claro e forte

A qualidade de áudio é outro ponto em que o smartphone é aprovado sem ressalvas. O som que sai dos alto-falantes do LG G2 é alto e claro, com poucas distorções. Essa característica pode ser percebida tanto na execução de músicas e vídeos quanto durante uma chamada telefônica.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Da mesma forma, os fones de ouvido que acompanham o smartphone não fazem feio. Contando com uma tecnologia chamada quad beat, eles entregam um som final de qualidade. Nada muito acima da média para aqueles mais detalhistas, mas suficiente para não deixar ninguém desapontado. O aparelho lida com arquivos de 24 bits a 192 Khz, algo inédito até então em um smartphone.

O dia todo com você

Com uma bateria de 3.000 mAh, certamente você não vai se preocupar com o consumo do seu aparelho ao longo de um dia de uso convencional. Em nossos testes, saindo de casa no início da manhã com o LG G2 com carga cheia, foi possível chegar até o final da noite com a bateria em níveis entre 20 e 30%, sem a necessidade de recarga.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Em uso contínuo, foram necessárias 8 horas para drenar por completo a bateria do aparelho, um resultado não apenas excelente como suficiente para colocá-lo entre os melhores nesse quesito já testados peio Tecmundo. Dessa forma, além de oferecer recursos técnicos de um top de linha, o consumidor tem a garantia de que terá energia suficiente para utilizar o LG G2 de forma plena sem a necessidade de poupar tanto a bateria.

Recursos adicionais

Alguns recursos adicionais do aparelho de fato trazem alguns benefícios para o consumidor. É o caso do Guest Mode e do Slide Aside, duas das principais novidades trazidas pela LG para o G2. O primeiro recurso permite que você configure um modo “convidado” no seu aparelho, ideal para quem quer deixar o celular nas mãos de uma criança, mas tem receio que ela possa ativar indevidamente algum app.

Outra novidade é o Slide Aside, o multitarefas da LG para o smartphone. Durante a execução de um aplicativo, deslize com três dedos para a lateral para armazená-lo em segundo plano no sistema operacional. Basta ativar a Barra de Notificações para ter acesso ao recurso “Deslize para a lateral”. Nele estarão armazenados até três aplicativos, que podem ser listados em forma de janelas verticais sobre a tela. Selecione o que deseja utilizar e pronto.

Reprovado

Personalizações do Android da LG

Entre as personalizações do Android feitas pelas principais fabricantes, talvez a apresentada pela LG seja a que mais deixa a desejar. A começar pelo grande número de aplicativos oferecidos pela empresa. Se a quantidade é um ponto positivo, a qualidade deles, quase sempre versões de outros serviços que já possuem um app mais eficiente, faz pensar sobre sua real utilidade.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O Voice Mate, por exemplo, uma espécie de “Siri” da LG, está longe de funcionar de forma eficaz, tornando-se obsoleto diante do Google Now. A transição de telas está repleta de animações e efeitos sonoros, desnecessários em sua maioria. Em vez de simplicidade e discrição, é como se o software tivesse a necessidade de dizer ao consumidor o tempo todo que "está fazendo alguma coisa”.

Sensação desconfortável de fragilidade

Outro ponto que pode deixar o consumidor meio desconfiado é o acabamento final do produto. O problema não está na estrutura de plástico, similar à de outros aparelhos, mas sim nos encaixes da parte traseira do aparelho. Basta segurá-lo com um pouco mais de força para perceber alguns rangidos, o que dá uma sensação desconfortável de fragilidade.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Essa característica deixa no ar a impressão de que o aparelho pode não suportar muito bem uma queda, mesmo que de alturas menores. Não colocamos à prova essa característica e pode até ser que na prática o gadget prove o contrário, mas certamente esse é um aspecto em que a empresa pode investir um pouco em versões futuras.

Vale a pena?

Definitivamente a LG entrou na briga pelo mercado de smartphones top de linha. O LG G2 é uma grata surpresa, se saindo muito bem em praticamente todos os quesitos e revelando uma configuração invejável. Em termos de design, a principal novidade está no “Rear Key”, o controle de volume localizado na parte traseira.

Nitidamente o LG G2 se inspira no Samsung Galaxy S4, tanto em termos físicos quanto em recursos de software (até o recurso de pausar um vídeo quando você não está olhando para ele está presente), e isso não é nenhum demérito. O produto da principal concorrente da LG é hoje o smartphone com Android mais vendido do mercado e, portanto, o rival a ser batido.

Ao menos por enquanto, o LG G2 está disponível apenas no mercado norte-americano pelos preços de US$ 199 (vinculado a um contrato de 2 anos com a operadora) e U$$ 759 (desbloqueado), um valor dentro da média dos smartphones top de linha. No Brasil não há preço definido ainda, mas a expectativa é que ele seja lançado neste trimestre por um valor entre R$ 2,1 mil e R$ 2,4 mil.

Em seu lançamento a LG deixou claro que o G2 é um celular para fazer com que a companhia “entre na briga, ainda que não vença”. Dentro dessa proposta, a missão da empresa foi cumprida. De fato, o LG G2 é um smartphone para ser considerado antes da sua decisão de compra.

Motivos não faltam para isso: seja pela sua tela de ótima qualidade com bordas extremamente finas, pela duração de bateria que permite tê-lo como companheiro o dia todo ou ainda pelo desempenho fluido proporcionado pelo Snapdragon S800. Ponto positivo para a empresa sul-coreana, que mesmo longe da categoria por um bom tempo, conseguiu recuperar o tempo perdido e brigar de igual para igual já com seu primeiro lançamento.

O smartphone LG G2 foi adquirido pelo Tecmundo para a realização desta análise.

Cupons de desconto TecMundo: