Como converter vídeos de fitas VHS para DVD

Saiba como transferir toda sua coleção de filmes, programas e eventos memoráveis para DVD.
  • Visualizações259.021 visualizações
Por Vinicius Karasinski em 15 de Maio de 2012

A tecnologia avançou bastante e já é possível gravar vídeos diretamente para o computador através de filmadoras digitais e webcams. Porém, os momentos inesquecíveis de alguns anos atrás podem estar ainda em fitas de videocassete e poderão ser perdidos para sempre, a não ser que você faça a conversão de seu acervo de fitas VHS para DVD.

O processo de digitalização de vídeos não é tão complicado quanto parece, basta ter os equipamentos necessários (software e hardware). Eles são fáceis de encontrar, e o custo dessas ferramentas pode compensar no final.

Com o passar do tempo, as fitas VHS vão se deteriorando e acabam prejudicando a qualidade do vídeo e do áudio, ainda mais quando não são armazenadas adequadamente. A conversão de VHS para DVD permite guardar tais registros por mais tempo e mantém a qualidade original. Além disso, a digitalização oferece diversos recursos adicionais, como menus, escolha de capítulos, entre outros.

Equipamento

Para realizar o processo de digitalização, é necessário ter uma placa de captura (interna ou externa) e um gravador de DVD. Além disso, o computador precisa ter um processador de, no mínimo, 2 GHz, 512 MB de memória RAM, um disco rígido com bastante espaço livre (cerca de 80 GB) e uma placa de vídeo de 64 MB (ou superior).

Como converter vídeos de fitas VHS para DVD (Fonte da imagem: Reprodução/Pinnacle)

Para garantir a fidelidade da imagem digitalizada, é preciso ter um videocassete em bom estado, afinal, o resultado final vai depender de muitos fatores, entre eles a conservação da fita VHS e a qualidade dos cabeçotes de leitura do videocassete.

Placa de captura

A placa de captura, também conhecida como placa de TV, é um item que nem todos os computadores novos possuem (mesmo os mais modernos). No entanto, esse componente pode ser comprado em qualquer loja de informática de sua cidade ou através de sites de compras pela internet.

Existem dois tipos de placas de captura: a placa interna (conexão PCI) e a externa (conexão USB). A última é mais indicada para notebooks, pois não necessita de instalação física na máquina, bastando conectar os cabos.

O preço de cada peça varia de acordo com o modelo desejado, sem contar que alguns possuem softwares avançados de edição inclusos no pacote, o que pode elevar o valor do produto.

Como converter vídeos de fitas VHS para DVD (Fonte da imagem: Reprodução/PixelView)

Além dos componentes de hardware, é necessário adquirir um aplicativo capaz de capturar e editar vídeos. Aqui, é importante notar que a maioria das placas de captura já vem acompanhada de uma suíte completa de softwares para captura e edição. No nosso caso, vamos utilizar o Media Express, que é o programa que acompanha a nossa placa de captura.

Isso é muito importante: procure utilizar o aplicativo que vem junto com o componente para efetuar o processo. Isso deverá evitar problemas de compatibilidade. Caso você opte por outras ferramentas para fazer a digitalização dos vídeos, o Baixaki tem diversas opções, confira.

Como converter vídeos de fitas VHS para DVD

Como fazer as conexões e iniciar o processo

Conecte os cabos de saída do videocassete à placa de captura da mesma forma que eles são conectados à televisão — preste muita atenção nas cores dos conectores para não trocar os fios de áudio e vídeo.

Como converter vídeos de fitas VHS para DVD (Fonte da imagem: Tecmundo)

Abra o software de captura. Algumas ferramentas trazem opções de configuração avançadas e, apesar de elas nunca serem as mesmas de um programa para outro, elas são similares. É possível escolher os formatos de entrada e de saída dos arquivos, entre outros. Geralmente, as opções padrão são suficientes para executar um bom trabalho.

Como fazer a conversão

Inicie a reprodução da fita no videocassete normalmente e, em seguida, clique em “Capturar” — no software de captura — para iniciar a gravação. Caso o aplicativo de tenha separado a gravação em vários vídeos menores, é possível juntar todas as partes em um arquivo só. Para isso, você pode utilizar o próprio programa de captura, se ele oferecer essa função, ou um aplicativo de edição simples, como o Windows Movie Maker.

Como converter vídeos de fitas VHS para DVD (Fonte da imagem: Tecmundo)

Depois de acabar a conversão, você poderá manter os vídeos armazenados em seu computador ou gravar tudo em um DVD, o que é o mais recomendado para manter a sua coleção segura.

Gravando os vídeos em DVD

Existem vários aplicativos que permitem que seja feita a gravação dos arquivos em discos de DVD. Se o programa que você utilizou para converter os vídeos não possuir a capacidade de queimar os discos diretamente, não tem problema, aqui na seção de Gravação de discos do Baixaki você poderá encontrar muitas ferramentas para executar essa função. No nosso tutorial, vamos utilizar o próprio software que é incluído no Windows 7. Caso você utilize esse sistema operacional, você poderá fazer o mesmo.

No Menu iniciar, procure o aplicativo “Criador de DVD do Windows”. Depois, basta clicar em “adicionar itens”, escolher os seus arquivos recém-capturados do videocassete e seguir o passo a passo do programa para criar o seu disco de vídeo personalizado, com menu e tudo.

O Baixaki já fez uma matéria que explica em detalhes esse processo. Veja aqui como você pode fazer para gravar os seus discos através do “Criador de DVD do Windows” com facilidade.

Como converter vídeos de fitas VHS para DVD (Fonte da imagem: Tecmundo)

Além de converter as fitas VHS, a placa de captura ainda permite fazer gravações de programas de canais de televisão. Se você quiser gravar alguma façanha que tenha conseguido executar no video game, por exemplo, também pode utilizar esse método. Basta ligar o console na placa de captura da mesma maneira que você ligou o videocassete. Depois disso, você poderá enviar o vídeo para o YouTube, se assim o desejar.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!