O dispositivo de realidade aumentada HoloLens, da Microsoft, ganhou novos detalhes a partir de um vídeo cheio de revelações sobre o headset.

Em um evento em Tel Aviv, Israel, um divulgador técnico da Microsoft chamado Bruce Harris confirmou que a bateria do produto vai durar até 5,5 horas "em uso comum" e 2,5 horas "de uso intenso". Ele comparou o período com um laptop de alto desempenho.

O tal uso intenso não foi exemplificado, mas outra possibilidade bem aguardada foi revelada. O aparelho pode se concetar com outros dispositivos, incluindo HoloLens de outras pessoas ligados à internet, permitindo que duas ou mais pessoas vejam a mesma coisa ao mesmo tempo e compartilhem experiências.

"O verdadeiro potencial"

Além disso, Harris liberou algumas informações que já eram especuladas: o HoloLens vai rodar apps universais do Windows 10 nativamente, mas os desenvolvedores terão que criar apps 3D para utilizar totalmente o potencial da tecnologia. Outra novidade é que não teremos nada de fios: as versões disponibilizadas do HoloLens serão todas com WiFi e Bluetooth, eliminando a necessidade de cabos para operar.

Você pode assistir à fala de Harris inteira por aqui (em inglês). O HoloLens deve custar US$ 3 mil (cerca de R$ 12 mil) a unidade na versão em kit para desenvolvedores, que pode sair dentro de alguns meses.

Quais suas expectativas para o HoloLens da Microsoft? Comente no Fórum do TecMundo