Durante o Detroit Auto Show, a Ford anunciou que está realizando os primeiros testes de seus carros autônomos em áreas que costumam enfrentar neve. A notícia é importante devido ao fato de que o enfrentamento de condições climáticas indesejadas — como tempestades, neblina e neve — sempre foi visto como a barreira final para a implementação em larga escala de soluções que dispensam a interação de motoristas humanos.

Durante o anúncio, a montadora lembrou que sistemas convencionais como o LIDAR não conseguem funcionar corretamente em situações em que há neve caindo. Assim, eles se tornam incapazes de desempenhar sua função, que é criar um mapa em alta resolução do ambiente ao redor de um carro para garantir que ele está operando em condições seguras.

A solução da Ford é usar o LIDAR para detectar pontos de referência na estrada, enquanto os mapas em alta resolução que servem como base para a navegação autônoma são retirados de um sistema de armazenamento onboard. Como nem sempre esse recurso existe, a empresa está trabalhando junto à Mobileye para criar um banco de dados coletivo a partir de dados de celular e sensores já presentes em muitos veículos — algo semelhante ao que está sendo feito pela Tesla.

Em dezembro de 2015, a Google afirmou estar conduzindo testes em situações chuvosas, mas se via impossibilitada de testar a eficiência de seus veículos na neve, pois tal condição atmosférica inexiste no Vale do Silício e na cidade de Austin, no Texas. Caso a suposta parceria entre a Gigante das Buscas e a Ford se prove verdadeira, os testes realizados atualmente pela montadora podem se mostrar benéficos a ambas as companhias.

Você acredita no futuro dos carros autônomos? Comente no Fórum do TecMundo