Na CES do ano passado, a Qualcomm anunciou seu primeiro chipset voltado exclusivamente para automóveis, o Snapdragon 602A. Agora, na edição 2016 do evento, a empresa não apenas revelou ter firmado uma parceria para levar seu produto para os carros da Audi, como demonstrou a novidade em um carro conceitual da marca com o modelo Q7 e também anunciou uma novidade ainda mais avançada, o Snapdragon 820A.

Segundo a empresa, os processadores voltados exclusivamente para automóveis já devem começar a aparecer em alguns dos modelos 2017 dos veículos da Audi, embora ainda não tenha especificado quais deles receberão a novidade. Falando com o CNET, o vice-presidente da Qualcomm, Nakul Duggal, ressaltou que a companhia comprou uma firma chamada CSR, especializada em fazer placas Bluetooth para conectividade com celulares em carros.

De acordo com o executivo, a Qualcomm não está interessada em investir na tecnologia de sistemas de infoentretenimento, mas também que desenvolver recursos avançados de assistência ao motorista, como prevenção de desvio de faixas e frenagem autônoma antes de colisões – recurso esse que já pode ser visto em alguns carros atuais, como Ford Focus 2016.

Melhorando o QI dos possantes

Com relação ao Snapdragon 820A, a empresa revelou apenas que o SoC combina uma CPU de 64 bits com uma GPU poderosa e vem programado com a plataforma de deep learning da Qualcomm, a Zeroth. Com essa tecnologia, o componente é capaz de extrapolar a identidade de objetos visto por meio de câmera a partir da análise extensiva de imagens de itens similares. Além disso, o chipset virá integrado com um modem LTE, fornecendo recursos adicionais.

Para evitar invasões de hackers, o Snapdragon 820A usa uma tecnologia de “hipervisor”, fazendo uso de máquinas virtuais dentro do SoC que funcionam de forma isolada dos demais processos. Como os ciclos de produção de automóveis são bastante longos, é improvável que a novidade apareça em algum veículo em menos do que alguns anos. Caso o 602A faça sucesso nos modelos da Audi, no entanto, é possível que a adoção dos componentes se acelere.

O que você espera da empreitada da Qualcomm no mundo dos chips da carros? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: