O Instituto Europeu de Design de Turin criou um projeto sobre sua visão de como seria o carro do futuro: seguindo a tendência, ele será autônomo, mas a grande sacada deles é que o veículo não terá janelas.

A ideia é de que, não havendo mais a necessidade de se conduzir o automóvel, o foco passa a ser em manter o passageiro entretido e confortável – e a melhor forma de fazer isso é criando um ambiente de realidade aumentada. Para isso, os designers propõem que as janelas sejam trocadas por painéis metálicos para receber projeções interativas através do sistema multimídia.

O projeto, chamado de Shiwa, foi apresentado na revista italiana Quattroroute. A palavra significa "dobrar" em japonês, e o design da parte externa dá uma ideia do porquê.

Já na parte de dentro, além da tecnologia citada, os assentos são dispostos de frente uns para os outros e o sistema do carro, sendo um IICV – Individual Identity Companion Vehicle, ou Veículo de Companhia com Identidade Individual –, é capaz de reconhecer fisicamente os passageiros.

O sistema do automóvel vai coletando mais dados de seus ocupantes e ajusta seu comportamento de forma a atender melhor aos hábitos e interesses deles. Além de tudo isso, o carro é elétrico, o que significa que ele também colabora com o meio-ambiente.

Os criadores do Shiwa acreditam que modelos similares de mobilidade já devem estar nas ruas por volta de 2030. Um protótipo será exibido no Salão de Genebra 2016 no dia 13 de março.

O que você achou do Shiwa, o carro sem janelas do futuro? Comente no Fórum do TecMundo