(Fonte da imagem: Reprodução/Yahoo!)

Na segunda-feira passada (6), noticiamos que o Yahoo! estava enfrentando alguns problemas bastante inconvenientes: certas páginas do famoso portal foram atacadas por um misterioso malware que se disfarçou como banners publicitários e infectou milhares de usuários, redirecionando-os para páginas maliciosas.

Inicialmente, as informações divulgadas pela empresa dirigida por Marissa Mayer afirmavam que o vírus só havia afetado internautas europeus: máquinas oriundas da América do Norte, América Latina e Ásia não estavam na mira dos cibercriminosos.

Contudo, através de um tímido artigo publicado hoje (13) no Yahoo! Help, a companhia confessou que “uma pequena fração de usuários fora da Europa também pode ter sido atingida pelo incidente”. Além disso, a empresa também afirmou que a infecção ocorreu no dia 27 de dezembro (as primeiras informações não oficiais defendiam que o malware apareceu somente em 31 de dezembro) e fez questão de explicar que o ataque ocorreu “por culpa de uma conta [do sistema interno de publicidade] comprometida”.

Apesar de tudo, o Yahoo! não parece estar disposto a prestar maiores esclarecimentos para quem se sentir lesado pelo episódio. O site se limitou a recomendar que todos os seus frequentadores mantenham o Windows, o Java e seus programas da Adobe devidamente atualizados, evitando que scripts danosos aproveitem-se de backdoors encontrados em versões mais antigas desses softwares.

Cupons de desconto TecMundo: