Uma das empresas pioneiras na internet, a Yahoo! foi comprada pela gigante das telecomunicações Verizon em junho de 2016. Para quem vem acompanhando as notícias recentes da companhia, não há novidades, apenas o fato de que o processo de compra (que já estava bastante alongado) acabou de se estender por mais tempo.

A transação estava prevista para o primeiro trimestre do ano, mas foi adiada para o segundo trimestre de 2017. Problemas de segurança e vazamento de informações vieram a público após a divulgação da compra pela Verizon. Em virtude disso, não está claro se houve um recuo dos investidores ou se existe uma estratégia maior no adiamento.

Foi Marissa Mayer, Diretora Executiva da empresa, quem informou o adiamento de datas do negócio. A decisão veio junto com a demonstração de resultados da empresa realizado na última segunda-feira (23).

Marissa Mayer, CEO do Yahoo!

Apesar de tantos problemas, ainda está dando dinheiro

Apresentando uma receita líquida de US$ 162 milhões no fechamento do último trimestre, o Yahoo! surpreendeu nos números e segue com resultados superiores aos do mesmo período do ano anterior.

Acredita-se que Mayer está tendo um pequeno sucesso nas ações que vem promovendo desde que assumiu a frente dos negócios: aumentar a receita vinculando anúncios nos principais produtos e serviços.

Não fica clara a razão para a mudança de datas, mas existe uma preocupação em recuperar as perdas ocasionadas pelas notícias negativas, juntamente com a necessidade de resgatar a confiança dos investidores . Ao que tudo indica essa demora em finalizar a transação pode ser o tempo necessário para isso ocorrer.