De acordo com uma fonte anônima da Exame, a Xiaomi deve começar a fabricar smartphones no Brasil já no mês que vem. Esses primeiros aparelhos devem ser protótipos para a marca chinesa fazer avaliações de qualidade. Só em abril é que a produção em massa deve começar. Depois disso, a Xiaomi já pode estrear comercialmente no mercado brasileiro.

Oficialmente, a empresa diz apenas que pretende começar a vender smartphones por aqui durante a primeira metade de 2015. Sendo assim, o cronograma de fabricação em massa para abril estaria dentro do prazo.

Contrato com a Foxconn

A fonte da Exame se diz ligada à Foxconn, fabricante terceirizada que deve produzir os aparelhos da marca no Brasil. Por conta dessa ligação não tão direta, a informação não é completamente confiável. Na China, a Foxconn é uma das empresas que fabricam os smartphones da Xiaomi, sendo natural que as duas continuem parceiras no Brasil.

Uma das plantas da Foxconn no interior de São Paulo deve ser o local escolhido para a produção dos aparelhos da Xiaomi, mas ainda não há uma definição específica sobre esse assunto. A fabricante terceirizada tem estruturas em Jundiaí e Indaiatuba (SP), além de uma outra em Manaus.

Pelo menos um smartphone da Xiaomi já está homologado pela Anatel, o Redmi Note 4G, o phablet de baixo custo da marca. É possível que outros modelos já tenham sido liberados pela agência, sendo que a empresa já está planejando iniciar a fabricação nacional.

Líder chinesa

Na China, a Xiaomi se tornou líder em vendas de smartphones e phablets durante 2014. Mesmo tendo sucesso em um mercado de tamanho volume como o chinês, a empresa ainda está atrás de Samsung, Apple, Lenovo-Motorola e Huawei no ranking mundial.

Até o momento, não há informações sobre uma possível data para início das vendas da companhia por aqui, e também não se sabe que estratégia de mercado ela pretende adotar. Na China, a Xiaomi só vende pela internet e só faz marketing via redes sociais. Segundo a empresa, isso é um dos pontos chave para manter seus produtos baratos e, ainda assim, produzir hardware de qualidade.

Cupons de desconto TecMundo: