A companhia chinesa Xiaomi, aquela que empregou Hugo Barra, o brasileiro ex-Google, e lança aparelhos de elite sob preços bastante baixos, tem uma novidade. A nova empreitada da fabricante é uma interface própria para aparelhos com Android — só que com a cara do rival, o iOS.

Mais especificamente, o visual é quase um clone do iOS 7, que introduziu ícones "chapados" na tela, quase minimalistas e com efeitos simplificados de cor. Vale lembrar que a empresa já foi acusada de copiar a Apple em ocasiões anteriores. No vídeo de introdução, você nota que até o gravador de voz recebeu um visual no estilo da Siri.

O Android personalizado da Xiaomi aposta em planos de fundo alegres, ícones bem diversificados e separados por cor, além de uma interface renovada para aplicativos como o Calendário. O Mi Cloud (iCloud, alguém?) faz backup de contatos na nuvem e permite a pesquisa remota de fotos e Favoritos. Um "Centro de Notificações", que nesta altura do campeonato você também já sabe que é bem similar ao iOS, exibe alertas variados em forma de janela.

No app de fotos, a organização por quadrados de diferentes tamanhos lembra muito o Windows Phone.

Como item original, a Xiaomi lançou ainda otimizações de RAM e uma variedade de kernels para Linux, melhorando certos aspectos dos aparelhos que contarem com a "pele" por cima do Android.

Até agora, o MIUI 6 está em fase Beta para convidados limitados e deve sair como a skin de sistema operacional já nos aparelhos Mi3 e Mi4.

Cupons de desconto TecMundo: