(Fonte da imagem: Reprodução/Superdownloads)

Em 2001, o primeiro filme da série “Harry Potter” estreava no cinema, a História era marcada com a queda do World Trade Center, o mundo respirava aliviado por não ter sofrido o Bug do Milênio e ocorria o lançamento um dos SO mais bem-sucedidos da Microsoft, o Windows XP.

13 anos depois, após coexistir ao lado de outros inúmeros eventos históricos importantes e ser sucedido por três versões cheias de recursos superiores, o sistema operacional ainda não foi completamente abandonado. Segundo a empresa de segurança Kaspersky, nos últimos 30 dias, 10,88% dos computadores do Brasil ainda estavam rodando o software.

Preocupantemente desprotegido

Ainda que pareça poético ver a história de fidelidade e carinho dos usuários, esses números não representam algo bom. Em duas semanas, a Microsoft vai encerrar oficialmente o suporte ao Windows XP, de forma que ele não receba mais atualizações. Isso implicará em uma situação de vulnerabilidade envolvendo os PCs que ainda não aderiram às versões mais recentes da ferramenta.

“Os cibercriminosos poderão explorar sem obstáculos qualquer vulnerabilidade no Windows XP ou componentes, e o sistema operacional não terá nenhum patch oficial para detê-los”, disse Dmitry Bestuzhev, diretor da Kaspersky Lab, em nota.

Segundo a pesquisa, desses quase 11%, são 8,47% os que usam o Service Pack 2, ou seja, já têm seu SO desatualizado e desprotegido. O único país no mundo que bate a porcentagem brasileira é a Argentina, que têm 14,32% de seus computadores ainda usando o sistema. A Microsoft diz que usuários do Windows XP se infectam três vezes mais do que usuários do Vista ou 7 e dez vezes mais do que usuários do Windows 8, devido aos seus mecanismos de segurança, que já se encontram bastante obsoletos.

Possuindo ainda o XP, como proceder? 

Se seu computador ainda utiliza o Windows XP e você não sabe como atualizar, o Tecmundo tem um guia que pode ajudar nas suas dúvidas. Mas, se você não vai poder dar um upgrade em seu sistema operacional por enquanto, sugerimos que siga nossas dicas para não deixar sua máquina tão exposta a ataques. O importante é estar atento, pois a Microsoft aposentará a ferramenta no dia 8 de abril. 

Cupons de desconto TecMundo: