Sonic Triple Trouble ganha remake de fã em 16-Bits; confira

2 min de leitura
Imagem de: Sonic Triple Trouble ganha remake de fã em 16-Bits; confira
Imagem: Divulgação/NoahNCopeland

Sonic Triple Trouble, um dos jogos obscuros do ouriço azul da Sega que saiu originalmente para Game Gear em 1994, recebeu nesta terça-feira (2) um remake de fã que reimagina o título como se fosse lançado para Mega Drive, na era 16-Bits.

Intitulado Sonic Triple Trouble 16-Bit, o jogo foi desenvolvido por Noah N. Copeland e levou mais de cinco anos para ficar pronto. Já é possível fazer o download gratuito no PC, através do Game Jolt, e uma versão para Android deve chegar em breve — ainda sem uma data definida.

Além de recriar as fases e músicas do título original, os acontecimentos também foram revisados para servir como uma sequência de Sonic 3 & Knuckles. O resultado é tão impressionante que é facilmente confundível com um jogo oficial.

Essa versão também tomou liberdades com relação ao layout das fases, tipos de inimigos e mecânicas exclusivas. Durante as fases, também é possível trocar livremente entre Sonic e Tails em tempo real.

O jogo original é conhecido pela primeira aparição de Fang the Sniper, um dos personagens perdidos da franquia e que voltou com uma participação especial em Sonic Mania, em 2017. Outros personagens como Knuckles the Echidna, Dr. Robotnik e Metal Sonic também marcam presença.

Futuro da franquia

Atualmente, a Sega está focada em Sonic Frontiers, que tem janela de lançamento prevista para o fim de 2022 para PC, PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X/S e Nintendo Switch.

O jogo bebe da fonte de jogos em mundo aberto pela primeira vez na história da franquia, em um conceito que está sendo chamado de "zona aberta" pela desenvolvedora. A ideia é tão ambiciosa que já é considerada o início da "terceira geração" de jogos do ouriço, segundo Takashi Iizuka, chefe da Sonic Team.

Os primeiros vídeos revelam que os jogadores devem explorar um cenário amplo e repleto de obstáculos e quebra-cabeças, enquanto coletam itens-chaves para a progressão. Além disso, haverá portais que transportam o protagonista para estágios mais lineares, semelhantes às que os fãs estão acostumados nos títulos mais recentes.

No mês passado, a publicadora também lançou a coleção Sonic Origins, que roda nativamente os principais jogos da geração 2D do mascote. No entanto, o lançamento provocou polêmicas com relação ao preço e até mesmo qualidade do produto.

Na ocasião, a própria HeadCannon, que trabalhou na coleção, manifestou seu descontentamento com a Sega, alegando que teve de trabalhar com prazos impossíveis e que o produto é diferente daquilo que foi entregue originalmente.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.