Estúdio de Sonic Origins, Headcannon está descontente com a Sega

2 min de leitura
Imagem de: Estúdio de Sonic Origins, Headcannon está descontente com a Sega
Imagem: Reprodução/Sega

A nova coleção de Sonic the Hedgehog em comemoração aos seus 31 anos, Sonic Origins virou alvo de uma nova polêmica seguindo seu lançamento nesta última quinta-feira, dia 23 de junho.

Escrevendo em seu perfil no Twitter, Simon "Stealth" Thomley, fundador da desenvolvedora Headcannon, expressou seu descontentamento com a Sega e com o resultado final do produto, que ele alega ser "completamente diferente" daquilo que foi entregue.

"Isso é frustrante. Não vou mentir e dizer que não havia problemas no que demos à Sega, mas o que está em Origins também não é aquilo que entregamos. A integração trouxe alguns bugs malucos que a lógica convencional faria acreditar serem nossa culpa, muitos deles não são", desabafou Simon.

Na sequência de tweets, ele expõe como o time teve de correr contra o tempo para cumprir os prazos estipulados pela Sega, resultando em partes feitas às pressas. Ele também diz que não há uma garantia de que haverá como corrigir os problemas tão cedo, já que é uma situação que depende da publicadora.

"Eu estou extremamente orgulhoso do meu time pela sua performance sob tanta pressão, mas todos nós estamos infelizes com o resultado de Origins e até mesmo com o componente de Sonic 3. Nós também não estávamos entusiasmados com o estado pré-submissão, mas muito estava além do nosso controle", acrescentou.

Simon também explica que, antes da entrega do trabalho, o time pediu para fazer múltiplas correções, mas acabaram não sendo autorizados. "Nós [também] pedimos adiamentos com antecedência repetidas vezes, mas nos disseram que não seria possível", afirmou.

Apesar disso, o chefe do estúdio esclareceu que suas interações com a maior parte da equipe da Sega foram ótimas e respeitosas, incluindo o chefe da Sonic Team, Takashi Iizuka. "Estou disposto a trabalhar mais nas condições certas; se eles querem trabalhar comigo novamente é uma questão totalmente separada", concluiu.

Polêmicas

Já na época do seu anúncio, Sonic Origins virou alvo de críticas com sua controversa política de DLCs, que trava conteúdos como modo de missões, planos de fundo e menus animados apenas para compra.

Para piorar a situação, o anúncio coincidiu com um aumento repentino no preço de jogos da Sega na Steam brasileira, com vários títulos ficando até 170% mais caros e com o maior valor desde o lançamento na plataforma.

Além disso, a Sega removeu as versões clássicas dos jogos 2D do Sonic das lojas digitais de modo a forçar a aquisição da nova coletânea — cujo pacote completo custa R$ 239,90 no PC e consoles.

Fontes

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.