A segunda pá de terra já está sendo jogada na cova dos veículos movidos a combustíveis fósseis: depois da chegada definitiva da Tesla ao mercado, a Volvo acaba de anunciar que, a partir de 2019, todos os seus modelos novos serão ou elétricos ou híbridos.

A montadora sueca reafirmou seu compromisso com a eletrificação de seu portfólio de veículos de passeio com o anúncio de que três novos modelos 100% elétricos serão lançados entre 2019 e 2021, além de dois carros de alta performance que vão sair das mãos da (agora) divisão independente de elétricos da marca, a Polestar.

Os híbridos da Volvo, por sua vez, terão duas opções: eles poderão ser equipados tanto com motores a gasolina quanto diesel, que trabalharão em conjunto com um sistema elétrico alimentado por uma bateria de 48 volts – denominados “mild-hybrid” –, ou os chamados híbridos plugin convencionais.

O processo de produção dos novos veículos seguirão o conceito de Arquitetura Modular Compacta, que vai permitir que uma mesma plataforma seja trabalhada de diferentes formas sem grandes impactos no processo de produção.

Hakan Samuelsson, CEO da Volvo Car Group, foi taxativo: “Esse anúncio marca o fim do carro movido por um motor somente à combustão”. O executivo lembrou também que esse é mais um passo em direção ao plano da montadora de vender um milhão de veículos elétricos até 2025. “Quando nós falamos, nós fazemos. É assim que vamos atingir esse objetivo”, explicou.

A expectativa da companhia é que seus estoques de carros movidos a combustíveis fósseis tenham sido completamente eliminados no período entre 2023 e 2025. Samuelsson disse ainda que a Volvo quer ser a primeira marca a mover todo o seu portfólio para o lado elétrico da força.

Cupons de desconto TecMundo: