A cada dia que passa, os notebooks se tornam mais práticos e inovadores, principalmente pela redução em seu peso e pela grande quantidade de recursos interessantes. Muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas, tornando a tecnologia no campo dos computadores portáteis cada vez mais incrível.

Se até uma década atrás era normal que laptops pesassem cinco quilos, agora, é normal encontrar equipamentos cujo peso é menor que dois, com muito mais funcionalidades. Essas máquinas vão ficar ainda mais leves e repletas de recursos no futuro, despertando um grande interesse em saber como elas serão daqui a três, cinco, dez anos. Por esse motivo, nós desenvolvemos este artigo, que apresenta as principais tecnologias  que equiparão os notebooks lançados nos próximos anos.

Tecnologia Multi-touch Screen

A tecnologia Touch Screen  já está no mercado há alguns anos, contudo, de forma ainda muito limitada. Até o exato momento, grande parte dos dispositivos reconhecem somente o toque de um dedo de cada vez. Visando essa limitação, a tecnologia Multi-touch screen já está sendo desenvolvida, com previsão de se tornar popular nos notebooks nos próximos anos. Através dela, você pode realizar diversas operações em sua interface utilizando todos os dedos ao mesmo tempo.

 


O primeiro modelo a suportar o Multi-touch Screen é o HP TouchSmart tx2, lançado há alguns meses atrás. Através dele, seus usuários já podem conferir uma prévia desta tecnologia implementada na prática. Conforme novos modelos forem sendo desenvolvidos e lançados, mais a interação do usuário com a máquina irá se tornar cada vez mais real. Por exemplo, no vídeo abaixo, podemos conferir uma pequena amostra do HP TouchSmart em prática:

 

Por sua vez, o sistema operacional também deve suportar toda essa interatividade, contudo, não há com o que se preocupar, visto que a versão final do Windows 7 irá acompanhar o Multi-touch de forma natural. O vídeo abaixo mostra várias tarefas já executadas no Seven desta maneira, incluindo um piano virtual de duas oitavas, no instante 1:48 (já posicionado). A eficiência deste aplicativo pode ser comprovada principalmente pelo arpejo executado por parte do usuário:

 


Uso de mais de uma tela ao mesmo tempo

Como consequência da tecnologia Multi-touch Screen, estão surgindo ideias de transformar o teclado em um monitor adicional. Assim, o notebook teria uma tela para uso geral touch screen e a que pode ser usada para a simulação das teclas. Isso permite que o aparelho seja encaixado de forma que os monitores fiquem voltados para o lado de dentro, tornando a máquina muito prática de ser transportada. Existe um projeto conceitual, chamado de Canova, que exemplifica bem como esse conceito seria aplicado na prática:

       ( Imagem de Autoria de Valerio Commeti, retirada do site V12 DESIGN)

Além do já citado, o Compenion também é um design conceitual de um notebook que estaria no mercado após 2012 , criado por Felix Scmidberger. Para conferir uma galeria de fotos do portátil,  acesse este link.

Possibilidades para um futuro distante

Em um futuro mais distante (talvez daqui a quinze, vinte anos), poderá chegar a hora que a tela do notebook não será mais necessária, com as imagens projetadas no ambiente, permitindo uma interação ainda maior com o usuário. Tal mecanismo já está sendo arquitetado na ficção, através de alguns filmes que tratam sobre o assunto. Um dos principais exemplos é o Minority Report, onde as interfaces dos computadores são projetadas no próprio ambiente.  Nesse Filme, Tom Cruise manipula a interface de um desktop doméstico do futuro, contudo, o mesmo princípio pode ser utilizado também para laptops.

 

 

Diminuição de peso e espessura

Desde o lançamento do ultra-portátil EeePC, em outubro de 2007, cada vez mais netbooks de baixo custo foram desenvolvidos por grandes fabricantes, como a Asus, Acer e HP. Contudo, o hardware  presente nesses equipamentos, principalmente o processador, possui uma potência muito menor comparado aos notebooks tradicionais.

Visando essas limitações, várias empresas estão lançando notebooks de tamanhos e configurações convencionais cuja espessura e peso são muito menores comparados aos demais laptops do mercado. O melhor exemplo é o MacBook Air, que comporta uma tela de 13.3 polegadas, HD 120 GB SATA, 2.13GHz Intel Core 2 Duo com 6 MB de cache L2, nVidia GeForce 9400M, em somente 1.3 Kg de peso! Além disso, suas dimensões são incríveis, cabendo até dentro de um envelope, como é possível observar no seguinte vídeo promocional da Apple (em inglês):