A novela Taxistas vs. Uber, que tomou proporções mundiais, parece longe de acabar – e o capítulo dessa vez vai acontecer aqui no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro.

Uma paralisação do serviço – e que durará o dia inteiro – está prevista para o próximo dia 17, sexta-feira, como forma de protesto contra os motoristas particulares do aplicativo, considerado ilegal e prejudicial ao serviço, segundo os taxistas. Eles também dizem que qualquer aplicativo do tipo acaba gerando uma concorrência desleal.

A decisão veio depois de uma reunião da categoria e o objetivo da paralisação é chamar a atenção da população e das autoridades, para que um acordo seja feito com a prefeitura da cidade . Tudo isso para resolver os problemas causados pelo que os taxistas chamam de "pirataria".

Uma longa (e polêmica) batalha

O Uber vem causando desconforto desde seu lançamento, gerando revolta por parte de taxistas de diversos países. O aplicativo chegou a ser proibido de funcionar no Brasil, por volta de abril, mas a decisão foi revista um mês depois e ele foi novamente liberado.

A principal alegação por parte dos taxistas é que, enquanto para eles é necessária uma série de formalidades, regras e leis, os motoristas particulares do Uber não se sujeitam a nenhum tipo de regulamentação, o que acaba tornando o serviço "pirata".

Diversos protestos feitos por taxistas já aconteceram ao redor do mundo e o Uber já se encontra proibido em pelo menos sete países, entre eles França, Itália, Espanha e Alemanha.

Cupons de desconto TecMundo: