Embora o sistema operacional Tizen, criado pela Samsung, já seja realidade em diversos dispositivos vestíveis da empresa sul-coreana, os primeiros passos da alternativa ao famoso Android nos celulares da companhia ainda não viu a luz do dia. Estava praticamente certo que o Samsung Z1 seria lançado oficialmente durante um evento na Índia na última quarta-feira (10). Porém, como já é costume para quem espera novidades sobre o aparelho, não houve nenhum lançamento, novidade ou mesmo evento.

O dispositivo já foi adiado múltiplas vezes em 2014 e sofreu até alterações sobre o mercado que o aparelho atingiria, migrando de uma configuração respeitável para um novo modelo mais humilde – focado em países emergente, como a própria Índia. A notícia foi um baque até para integrantes de companhias próximas à Samsung, que acreditavam que o dispositivo seria finalmente disponibilizado ao público.

“Eu estava realmente esperançoso, e o fato de nada ter aparecido é desapontador. Eu não sei quantas vezes mais podemos ver o produto não ser lançado”, desabafou o funcionário de uma das empresas parceiras da gigante sul-coreana, falando de forma anônima para o site do Wall Street Journal. A Samsung se defende dizendo que não marcou oficialmente nenhum evento, nem distribuiu convites para membros da imprensa e da indústria de dispositivos móveis.

De qualquer modo, os constantes atrasos e a falta de notícias precisas sobre o aparelho – ou quando ele estará realmente nas prateleiras das lojas – deve ter um impacto considerável na confiança dos consumidores em um aparelho com o Tizen OS. Com a decisão de apostar em um modelo mais simples para um mercado em crescimento, a Samsung também deve enfrentar concorrentes de peso como a Google, que já lançou seu Android One no país asiático e não vem tendo um bom retorno de vendas.

Cupons de desconto TecMundo: