Se toda a fase de pré-produção da nova cinebiografia de Steve Jobs virasse um filme, o gênero com certeza seria drama. Isso porque o projeto, roteirizado por Aaron Sorkin ("The Newsroom" e "A Rede Social") e dirigido por Danny Boyle (de "Quem Quer Ser um Milionário" e "Extermínio") já passou por uma quantidade inimaginável de problemas antes de ganhar o sinal verde. Porém, de acordo com os últimos acontecimentos, ele deve ter um final feliz.

De acordo com a revista Variety, a Universal realmente comprou os direitos do projeto, que foi deixado de lado pela Sony. O valor da negociação está em torno dos US$ 30 milhões, embora esse dado não tenha sido divulgado publicamente.

Junto com a nova aquisição, o nome de Michael Fassbender (que é o sujeito na imagem de topo desta notícia) ganha mais forças, e o jovem Magneto deve mesmo ser o novo Steve Jobs das telonas — embora tudo seja possível, pois Leonardo Di Caprio e Christian Bale já recusaram o papel.

Além de Fassbender, Seth Rogen e Jessica Chastain estariam negociando por um lugar na produção. Ainda sem qualquer previsão de lançamento, o filme é baseado na biografia de Jobs escrita por Walter Isaacson e deve ser dividido em três grandes fases: o Mac, a NeXT e o iPod. A filha de Jobs, Lisa, foi descrita por Sorkin como "a grande heroina" do longa-metragem.

Cupons de desconto TecMundo: