Roteirizada por Aaron Sorkin e baseada no livro de Walter Isaacson, a próxima biografia de Steve Jobs a chegar aos cinemas parece simplesmente amaldiçoada. Os problemas envolvendo o filme não param de surgir e, quando um parece solucionado, aparece outro ainda pior.

De acordo com o Deadline, a produtora Sony agora desistiu do filme e colocou o projeto à venda para qualquer outro estúdio interessado. Não se sabe o motivo que fez a companhia largar o longa-metragem, mas a série de reviravoltas e cancelamentos pode ter sido um fator decisivo.

Ainda segundo o site, a Universal já teria entrado em negociações não só para ser a responsável pelo projeto, mas para autorizar o início da produção. Caso essa substituição nos bastidores não leve muito tempo, é possível que não ocorram atrasos em eventuais cronogramas — e agora, com novos ares e um novo estúdio envolvido, essa pode ser a chance de um recomeço para o longa-metragem.

Por enquanto, Aaron Sorkin permanece como o roteirista, mas a permanência de Danny Boyle na direção é uma incógnita. Entretanto, nenhuma dúvida supera a escalação do protagonista: Leonardo Di Caprio ("Django Livre" e "O Lobo de Wall Street") já recusou o papel e Christian Bale (da última trilogia do Batman) também cancelou o envolvimento, dez dias depois de ser anunciado. Michael Fassbender, o Magneto jovem dos últimos filmes dos X-Men, é o atual favorito.

Cupons de desconto TecMundo: