Se tem alguém irritado com o grupo hacker Lizard Squad, esse alguém é John Smedley. O executivo é CEO da Daybreak Game Company, que até algum tempo atrás era conhecida como Sony Online Entertainment (SOE), e sofreu bastante na mão dos criminosos.

Por isso, Smedley não aguentou e resolveu desabafar após ficar sabendo sobre a condenação do finlandês Julius “zeekill” Kivimaki, membro do Lizard Squad que foi detido e recebeu uma pena relativamente leve: prisão suspensa e dois anos de "atividades sob monitoramento".

Na rede social, Smedley demonstrou bastante raiva acumulada em uma série de mensagens. "Esse é o pedaço de lixo que fez meu avião aterrisar, vazou minhas informações e fez todo mundo de bobagem a mim", afirmou. Em agosto de 2014, o executivo teve um voo desviado por ameaça de bomba — tudo falso e plantado por zeekill. A SOE também foi alvo de ataques e invasões do rapaz, assim como a própria PSN e a Xbox LIVE.

"E ele ainda tem outros 15 casos criminais aguardando julgamento na Finlândia. Eu devo ir atrás dos pais deles na Corte Civil também, Pequeno saco de lixo", disse em outra mensagem, alegando que a pena da qual o hacker escapou era relacionada a invasões em que não estava diretamente envolvido.

"Por isso, fiquem ligados ao @what_security - Esse é o Twitter dele. Ele é um sociopata e terá o que merece", diz Smedley em outro recado.

"O que eles não vão contar para você é que ele já passou tempo na prisão e teve o traseiro chutado com força. @what_security Conte para nós a história, Julius", diz. O executivo até faz uma ameaça. "Os pais dele precisam ser responsabilizados pelas ações, além de ele ir para a cadeia. Por isso, estou indo atrás de você, Julius", finaliza.

Cupons de desconto TecMundo: