Uau. Olha só quem está prestes a se tornar praticamente uma empresa do ramo de fotografia. De acordo com fontes internacionais, a Sony anunciou hoje (2) que fará um investimento de 105 bilhões de ienes (aproximadamente US$ 891 milhões) em seu setor de sensores de imagem, segmento cujo lucro teve maior aumento durante o último ano fiscal da companhia.

Como dito anteriormente, a gigante nipônica sofreu um prejuízo de quase US$ 1,27 bilhões em 2014 – parte da culpa foi a baixa venda de dispositivos móveis, mas os ataques hackers sofridos pela Sony Pictures também colaboraram para a baixa financeira. De acordo com Kazuo Hirai, atual CEO da corporação, o investimento faz parte da nova estratégia e reestruturação da empresa.

Além da aplicação do capital, o executivo também anunciou que 220 funcionários envolvidos no setor de produção de chips para videogames (PS4, estamos de olho em você) serão remanejados para o segmento de sensores. Com isso, a Sony calcula aumentar sua produção de wafers (componente essencial para o funcionamento de um sensor fotográfico) em 80 mil unidades por mês, o que representa um salto de 33% em relação ao que é produzido atualmente.

Focando em suas especialidades

Vale lembrar que os sensores de imagem da Sony são comumente considerados os melhores dentro da indústria fotográfica e são usados não apenas em produtos da própria marca, mas também em smartphones e tablets de outras grandes manufaturadoras – o iPhone 6 é só um de vários exemplos de dispositivos móveis que usam a tecnologia proprietária Exmor RS CMOS, inventada pela corporação japonesa. Isso explica o aumento de 9% nos lucros da empresa dentro desse setor.

A Sony está tão confiante nesse novo investimento que divulgou uma previsão bastante ousada: até 2018, seu segmento de módulos e sensores fotográficos deve ser responsável por 63% da receita anual de toda a marca. Como dissemos anteriormente, praticamente uma empresa do ramo de fotografia. Será que vai dar certo?

Cupons de desconto TecMundo: