App que baixava filmes da Netflix e Disney+ é banido do GitHub

1 min de leitura
Imagem de: App que baixava filmes da Netflix e Disney+ é banido do GitHub
Imagem: Pixabay/rswebsols/Reprodução

O usuário Windevine Dump publicou no Github, no final do ano passado, um script capaz de baixar vídeos em HD de plataformas populares de streamming, como Netflix, Amazon Prime Video e Disney+. O aplicativo em questão provocou a reação imediata da Motion Picture Association (MPA), que enviou uma carta ao repositório solicitando a exclusão da ferramenta.

Apesar dos serviços de streaming fornecerem funções de download em seus aplicativos, os arquivos só podem ser visualizados com uma assinatura. A reprodução não é facilmente possível além dos aplicativos por conta do Digital Rights Management (DRM), uma tecnologia que impede que músicas e vídeos sejam copiados e distribuídos sem autorização.

O código publicado pelo usuário Windevine Dump é capaz de contornar esse impedimento, o que é considerado pela associação que representa as grandes companhias da indústria cinematográfica americana argumentou uma violação da Lei de Direitos Autorais dos Estados Unidos (DMCA).

De acordo com o Torrentfreak, todos os repositórios e a conta de usuário de Widevine Dump foram excluídos do Gifthub. No entanto, não se sabe se essa exclusão foi realizada pelo site ou se o próprio usuário removeu os dados.

Aparecimento de forks

Alguns links removidos mostram mensagem de violação da DMCA, enquanto outros simplesmente exibem a mensagem de erro 404. (Fonte: Torrentfreak/Reprodução)Alguns links removidos mostram mensagem de violação da DMCA, enquanto outros simplesmente exibem a mensagem de erro 404. (Fonte: Torrentfreak/Reprodução)Fonte:  Torrentfreak/Reprodução 

Depois que os repositórios do Widevine Dump foram publicados, uma centena de variações do código apareceram no Github. Em uma segunda carta, a MPA enviou um novo comunicado solicitando a retirada e listando os links que violariam o DMCA.

Em resposta, o repositório digital afirma que retirou do ar toda a lista pedida pela associação, o que incluiu 934 arquivos. Apesar disso, o Torrentfreak identificou algumas outras cópias ainda disponíveis.