Microsoft faz mudanças na distribuição de prévias do Windows 11

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft faz mudanças na distribuição de prévias do Windows 11
Imagem: Microsoft
Avatar do autor

A Microsoft comunicou ontem (2), no blog da comunidade insider, o lançamento do Windows 11 Insider Preview Build 22449, que é a primeira visualização completa do novo sistema operacional, porém apenas para os participantes que optaram pelo Canal Dev. Ou seja, não se trata da atualização para Windows 11 marcada para 5 de outubro, mas da primeira build oficial do próximo ciclo de desenvolvimento do sistema, mirando edições que chegam em 2022.

Com o desmembramento do Canal Dev, as prévias lançadas para usuários betas ficarão mais distantes da experiência dos desenvolvedores. Além disso, as compilações de pré-lançamento do Windows 11 não serão mais atualizações cumulativas, mas sim compilações completas.

Este é um detalhe importante porque, como o build de hoje vem diretamente do ramo interno de desenvolvimento ativo rs_prerelease, ele pode ser mais instável do que os builds anteriores, por conter códigos ainda em desenvolvimento. Dessa forma, usuários sem grande conhecimento técnico, ou que buscam uma experiência mais estável devem migrar para o canal Beta, antes que o Windows Update baixe o build 22449.

O que muda com a remessa do Build 22449?

A remessa do Windows 11 Insider Preview Build 22449 representa uma mudança na experiência dos usuários do canal Dev. A partir de hoje, eles não receberão mais as pequenas atualizações cumulativas que são comuns em testes do Windows 11. Futuramente, esses devs irão receber compilações de 4 GB, que demandarão mais tempo para serem instaladas e até mesmo fazer com que o PC fique menos estável.

O ramo interno rs_prerelease (iniciais de Redstone) não está ligado a uma atualização de recursos específica, mas em um nível mais avançado do processo, e é essa experiência que os devs buscam, mas isso também significa alguns perrengues, inclusive ligados à instabilidade. Por isso, a Microsoft, sabendo que muita gente migrou para o canal Dev só para testar o Windows 11, tem aconselhado que os usuários retornem para o canal Beta.

"Essas compilações são desde o estágio inicial em um novo ciclo de desenvolvimento com o código de trabalho em andamento mais recente de nossos engenheiros", explica a Microsoft. "Nem sempre são compilações estáveis e, às vezes, você verá problemas que bloqueiam atividades-chave ou exigem soluções alternativas durante a veiculação no Canal Dev."

Com isso em mente, se você ainda está no canal Dev do Windows 11, vale a pena mudar para a edição beta o mais rápido possível.