Microsoft dificulta a troca do navegador padrão no Windows 11

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft dificulta a troca do navegador padrão no Windows 11
Imagem: Windows 11/The Verge
Avatar do autor

Não é novidade para ninguém que a Microsoft sempre trabalhou para dificultar a vida dos usuários quando se trata de procurar outro navegador que não seja o Edge. Segundo publicação do site The Verge nesta quarta-feira (18), alguns representantes dos principais browsers como Mozilla, Opera e Vivaldi estão reclamando que, com o Windows 11, as coisas ficarão ainda mais difíceis.

Em seu futuro sistema operacional, a Microsoft alterou a forma de definir os aplicativos padrão. Assim como ocorre atualmente no Windows 10, um prompt aparece tão logo você instale um navegador “diferente” e abre um link na web pela primeira vez. Mas a semelhança para por aí: no Windows 11, se você se esquecer de marcar a caixa “usar sempre este aplicativo”, o padrão não é alterado.

Como, na maioria das vezes, temos uma tendência a iniciar automaticamente o navegador desejado, sem nos preocuparmos em fixá-lo para uso contínuo, esta opção não irá aparecer mais. Dessa forma, o Chrome e outros navegadores rivais do Microsoft Edge passarão a solicitar continuamente que os usuários os definam como padrão, e agora dentro de uma estrutura bem mais complexa que a atual.

Fonte: The Verge/ReproduçãoFonte: The Verge/ReproduçãoFonte:  The Verge 

O que dizem os navegadores concorrentes do Edge?

As alterações feitas pela Microsoft no Windows 11, quanto à forma de alterar os aplicativos padrão, passarão a exigir que as mudanças sejam feitas por arquivo ou tipo de link ao invés de uma opção única. Ou seja, se você quiser utilizar o Chrome, por exemplo, terá que configurar o navegador para abrir HTM, HTML, PDF, SHTML, SVG, WEBP, XHT, XHTML, FTP, HTTP e HTTPS, como mostrado na imagem acima.

Em comunicado ao The Verge, o chefe de navegadores do Opera, Krystian Kolondra, afirma ser muito lamentável quando "um fornecedor de plataforma está obscurecendo um recurso de uso comum para melhorar a posição de seu próprio produto”. Isso se torna ainda mais grave, quando se sabe que o Edge é um excelente navegador, pelo qual muitos vão optar naturalmente.