Google Fotos libera ferramenta para gerenciar armazenamento

1 min de leitura
Imagem de: Google Fotos libera ferramenta para gerenciar armazenamento
Imagem: Google Fotos/Reprodução
Avatar do autor

O Google Fotos está cada vez mais perto de encerrar o querido upload ilimitado de imagens e vídeos e, para ajudar os usuários durante essa difícil fase de adaptação, o serviço desenvolveu uma ferramenta com foco no gerenciamento de mídias. A partir desta novidade, será possível visualizar o conteúdo de cada conta através de categorias como "Imagens turvas" e "Fotos e vídeos pesados".

Ao utilizarem essa ferramenta, os usuários poderão liberar espaço de armazenamento com mais praticidade e, claro, rapidez, dado que poderão facilmente identificar quais mídias podem ser excluídas sem grandes prejuízos. Esse recurso, contudo, não realiza o mapeamento de mídias duplicadas — o que é uma grande falha em sua proposta.

Upload ilimitado acabará em junho

Menu de gerenciamento de armazenamento do Google Fotos.Menu de gerenciamento de armazenamento do Google Fotos.Fonte:  Kris Gaiato/Reprodução 

Disponível no aplicativo do Google Fotos, a novidade é de fácil acesso. Para encontrá-la, basta tocar na foto do perfil e acessar o menu de "Armazenamento da Conta". Nessa aba, também é possível identificar uma estimativa de quanto tempo seu armazenamento atual irá durar com base no seu uso. Caso você não encontre a ferramenta, fique tranquilo: em breve, ela deve chegar ao seu dispositivo.

Para a infelicidade dos usuários, o armazenamento ilimitado chegará ao fim em poucos dias, mais precisamente na terça-feira (01). Com a mudança, cada conta terá direito a somente 15 GB de espaço livre, divido entre o Google Fotos, o Google Drive e Gmail. Essa mudança atingirá, inclusive, os proprietários de smartphones Google Pixel. Com exceção dos modelos Pixel e Pixel XL, que possuem uma capacidade maior de fazer upload, todos os demais modelos sofrerão limitações em seu armazenamento.

Mas, supondo que você tenha atingido os 15 GB não queira abandonar o armazenamento em nuvem, existem três opções: excluir mídias desimportantes e liberar espaço, assinar um dos planos oferecidos pelo Google One ou ainda buscar alternativas ao Google Fotos.