Conheça tudo sobre o Chrome OS, o sistema operacional da Google

3 min de leitura
Imagem de: Conheça tudo sobre o Chrome OS, o sistema operacional da Google
Imagem: Google
Avatar do autor

Quando o assunto é sistema operacional, alguns nomes tradicionais do mercado rapidamente são lembrados pelo público: o Windows é dominante pela atuação da Microsoft com várias fabricantes de computadores; a Apple tem o ecossistema do macOS com atualizações constantes; e o Linux é uma alternativa bem-vinda para quem é entusiasta da cultura do software livre.

Porém, além desses concorrentes, existe outro sistema operacional com cada vez mais espaço no setor: o Chrome OS, plataforma criada pela Google que adota o mesmo nome do tradicional navegador. Conhecer essa plataforma é não só estar por dentro desse concorrido mercado no setor de desktops e notebooks, mas também avaliar um sistema que pode ser o de seu próximo computador.

O que é?

O Chrome OS é um sistema operacional simplificado que roda principalmente a partir de funcionalidades web, totalmente baseado em uma distribuição do Linux.

Além dos aplicativos pré-instalados e dos que podem ser baixados nas lojas compatíveis, o Chrome OS oferece poucos recursos próprios, como um gerenciador de arquivos, um reprodutor de mídia e um sistema de acesso remoto a outros computadores (Chrome Remote Desktop).

Uma interface antiga da tela principal.Uma interface antiga da tela principal.Fonte:  Google 

Todo o resto roda apenas a partir do que você exigir do sistema, com dados e aplicativos armazenados na nuvem. As atualizações também acontecem de forma automática e em segundo plano, sem interferir na navegação.

A configuração é pensada para ser simples, e as informações são puxadas e sincronizadas a partir de uma conta Google. Ainda assim, a proteção é complexa: os aplicativos rodam em ambientes individuais para evitar uma infecção generalizada no sistema, e cada boot envolve uma varredura de segurança nos arquivos.

O Chrome OS também tem interface voltada para telas sensíveis ao toque.Chrome OS também tem interface voltada para telas sensíveis ao toque.Fonte:  Samsung 

Até por ser econômica em funções, a plataforma oferece ainda um boot agilizado e ajuda a bateria a ter uma autonomia de longa duração. O baixo consumo de energia permite também que as fabricantes lancem notebooks mais leves e finos para rodar o sistema.

Como ele começou?

O Chrome OS foi anunciado oficialmente em 2009 como uma solução da Google para participar ainda mais do cotidiano do usuário. O objetivo da marca desde o início foi oferecer um sistema operacional que fosse o mais fácil possível para ligar, usar e configurar — sendo que boa parte dos aplicativos disponíveis é da empresa.

Acer AC700, um dos primeiros Chromebooks.Acer AC700, um dos primeiros Chromebooks.Fonte:  Acer 

Os primeiros notebooks rodando o Chrome OS de fábrica chegaram em 2011: modelos da Acer e da Samsung foram batizados de Chromebooks. O termo passou a designar qualquer laptop feito em parceria com a empresa e, ao longo dos anos, fabricantes como HP, LG, Lenovo, Toshiba, ASUSDell e a própria Google lançaram versões.

Sempre em evolução

Inicialmente, o Chrome OS foi visto como uma plataforma bastante indicada para uso em educação e produtividade, até pelo fato de os primeiros modelos não oferecerem especificações técnicas mais robustas. Esse cenário foi mudando aos poucos — o Pixelbook, de 2017, apresentava chip Intel Core i7, 16 GB de RAM e até 512 GB de espaço interno via SSD.

A evolução do Chrome OS foi notável ao longo dos anos, com a plataforma recebendo melhorias visuais e técnicas para ser reconhecida como um sistema independente, não apenas uma solução "similar" aos concorrentes. Atualmente, ela já supera em participação de mercado até mesmo o macOS.

Os notebooks são de diferentes tamanhos, especificações técnicas e visuais.Os notebooks têm diferentes tamanhos, especificações técnicas e visuais.Fonte:  Google 

Talvez a maior adição dos últimos anos tenha sido a de aplicativos da Google Play Store, em 2016, ampliando o acervo de ferramentas disponíveis. A partir de outubro de 2020, o Chrome OS passou até a rodar aplicativos do Windows por meio de uma ferramenta que realiza virtualização, o que amplia ainda mais o leque de possibilidades. A loja de games Steam é um dos planos para o futuro próximo.

Como eu posso ter o Chrome OS?

O Chrome OS é o sistema operacional licenciado pela Google para fabricantes parceiras e não está disponível de forma isolada, seja para compra, seja para instalação. Portanto, você pode pesquisar modelos específicos de Chromebooks ou checar as especificações técnicas dos computadores desejados que o trazem de fábrica.

Mas existe outra possibilidade: o Chromium OS, que é o projeto de código aberto utilizado por desenvolvedores para fazer correções, melhorias ou personalizações no sistema. Entretanto, o download e a compilação da plataforma para uso não são ações recomendadas para quem não tem experiência, pois o Chromium OS não é voltado para o consumidor.

Imagem: Notebook Acer Chromebook, Intel Celeron N4020, 4GB de RAM e eMMC 32GB
Imagem: Tecmundo Recomenda

Notebook Acer Chromebook, Intel Celeron N4020, 4GB de RAM e eMMC 32GB

Notebook básico para tarefas simples com processador intel Celeron N4020 32GB.

Fontes

Conheça tudo sobre o Chrome OS, o sistema operacional da Google