Linux: todas as informações para você começar a usar no PC

3 min de leitura
Imagem de: Linux: todas as informações para você começar a usar no PC
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

Mesmo tendo uma base de usuários muito menor em relação ao Windows, da Microsoft, o Linux é um sistema operacional que se popularizou muito nos últimos anos, até por ser a base de sistemas muito populares como o Android da Google. Quem busca um novo PC ou notebook pode se deparar com equipamentos que trazem o sistema open source em alguma de suas distribuições, o que faz que o computador possa ter um preço muito mais competitivo, afinal não tem o alto custo de uma licença do Windows.

Existem diversas versões do Linux, que são mais conhecidas como distribuições, e cada uma traz características próprias como interface mais amigável, layout diferenciado e até limitação de recursos para poder ser executada de maneira mais fluida por dispositivos de entrada. Se você se interessou pelo Linux e quer conhecer quais são as vantagens e as desvantagens de utilizar um sistema operacional open source, o TecMundo apresenta a seguir mais detalhes do SO livre.

Interface da distribuição Linux Ubuntu.Interface da distribuição Linux Ubuntu.Fonte:  Reprodução/Pixabay 

Sistema operacional livre

O Linux nada mais é do que um sistema operacional baseado em Unix, sendo assim open source, de distribuição livre. Diferente do Windows, por exemplo, o Linux não exige a aquisição de uma licença de uso para a maioria de suas distribuições, permitindo que o interessado em utilizar o sistema só precise realizar o download da versão desejada.

Por utilizar um kernel (base de sistema) diferenciado, o Linux não é compatível com diversos programas que são muito populares em outros sistemas, como Windows ou Mac OS, o que faz que os usuários precisem procurar soluções equivalentes que sejam compatíveis.

Distribuições

Conforme mencionado, o Linux conta com diversas distribuições ou versões disponíveis, de modo que cada uma delas conta com interface, usabilidade e recursos próprios. Para cada distribuição Linux existe um público-alvo, fazendo que o sistema operacional possa ser escolhido de acordo com a necessidade do usuário.

Entre as distribuições mais conhecidas, podemos destacar:

  • Ubuntu Mate, que é uma opção interessante para quem tem um hardware mais antigo;
  • Linux Mint, que traz uma experiência mais familiar para quem migra do Windows para o Linux;
  • Manjaro Linux, que se destaca por ter um suporte maior a games, trazendo em algumas versões o software do Steam pré-instalado.

Terminal do Linux é uma ferramenta fundamental em todas as distribuições.Terminal do Linux é ferramenta fundamental em todas as distribuições.Fonte:  Reprodução/Pixabay 

Pontos positivos

Utilizar o Linux é uma experiência que favorece o aprendizado do usuário, uma vez que, em algumas distribuições, para realizar a instalação de softwares ou mesmo algumas configurações do sistema é preciso inserir alguns comandos manualmente.

O Linux também pode ser considerado um sistema mais versátil, afinal a grande oferta de distribuições do sistema faz que muito provavelmente uma das opções disponíveis possa atender à sua demanda tanto no que diz respeito à experiência de usuário quanto em desempenho.

Por falar em desempenho, o Linux tende a oferecer mais performance mesmo em computadores com um hardware mais modesto, sendo inclusive muito utilizado em computadores e notebooks mais antigos, trazendo mais usabilidade a dispositivos limitados.

E, sem dúvida, uma das grandes vantagens de escolher o Linux é seu custo, que na maioria dos casos é zero. Adquirir um PC ou notebook novo com Linux também pode ser mais barato; caso você apenas tenha o interesse de experimentar o sistema operacional, basta baixar uma das várias distribuições gratuitas e verificar se atende às suas necessidades.

Pontos negativos

A grande maioria dos usuários comuns de PCs e notebooks utiliza o Windows, o que faz que exista certa conveniência com a plataforma, favorecendo também que os usuários se acostumem a utilizar soluções específicas, como pacote Office, plataformas de jogos e afins que podem não estar disponíveis no Linux.

Para games, o Linux ainda não conta com o número de opções do Windows, uma vez que, mesmo o Steam, que está presente no Linux, não suporta grande parte da biblioteca de jogos da plataforma da Valve.

Apesar de existirem distribuições Linux bem amigáveis, sem dúvida o sistema operacional livre pode ser muito mais receptivo para quem já tem alguma vivência com informática, pois a instalação do sistema pode exigir algumas configurações e instalações de drivers que podem dificultar um pouco a vida de usuários inexperientes.

Linux: todas as informações para você começar a usar no PC