Tab S: Samsung trabalha em modo de exibição estendida para Windows

1 min de leitura
Imagem de: Tab S: Samsung trabalha em modo de exibição estendida para Windows
Imagem: Free News
Avatar do autor

Segundo informações publicadas no site Android Police nesta sexta-feira (18), fontes da Samsung falaram de um projeto conhecido como “Sidekick”, a ser implementado no Galaxy Tab S7 e no S7+ ainda neste ano. Esta pode ser uma versão para Android de um modo de exibição estendida semelhante ao Sidecar da Apple.

Desde que a empresa da Maçã introduziu, em 2019, o recurso que permite usar iPad para estender ou espelhar a tela do Mac, especula-se que, mais cedo ou mais tarde, os fabricantes originais do Android acabariam copiando a ideia. O projeto Sidekick pode ser a versão Samsung do Sidecar.

Segundo as fontes da Samsung, o Sidekick terá suporte para entrada da S Pen do tablet para a Active Pen no computador. Isso significa poder usar o tablet Samsung como dispositivo de entrada para um PC com Windows. O Sidekick oferecerá suporte a diferentes níveis de pressão e orientação, além de funcionar como uma caneta ativa para laptops e tablets com Windows, utilizando digitalizadores Wacom.

Fonte: Samsung/DivulgaçãoFonte: Samsung/DivulgaçãoFonte:  Samsung 

Um recurso poderoso para os tablets Android

Como o Sidecar permite simular uma segunda tela, o usuário de um computador Apple, como uma MacBook por exemplo, consegue se conectar a um dispositivo externo, tipo um iPad Pro, e utilizá-lo como monitor touchscreen estendido, ou mesmo uma tela com caneta com o Apple Pencil. Anteriormente, esses recursos dependiam dos caros tablets Wacom.

Com a introdução do Sidekick, a Samsung iria permitir, em tese, que qualquer usuário de laptop ou desktop Windows conectasse seu Galaxy Tab S7 para usar como uma tela estendida ou superfície de desenho. Isso abre um enorme campo de possibilidades, pois um software como o Adobe Illustrator poderia ser utilizado em um tablet Android no suporte da caneta.

Finalmente, mas não menos importante, existe a questão do problema crônico de imagem, com deficiências de brilho em apps dedicados para tablets, assunto para o qual a Google tem feito vista grossa. O novo Sidekick da Samsung acabaria resolvendo o problema de forma indireta, o que o tornaria um dos recursos mais importantes a chegar num tablet Android nos últimos tempos.

Tab S: Samsung trabalha em modo de exibição estendida para Windows