Huawei pode apresentar novidades no HarmonyOS amanhã (10)

1 min de leitura
Imagem de: Huawei pode apresentar novidades no HarmonyOS amanhã (10)
Imagem: Pixabay
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Nesta quinta-feira (10), espera-se que a Huawei se posicione diante das últimas restrições impostas por Donald Trump e apresente seu progresso com o HarmonyOS. Incapaz de adquirir semi-condutores produzidos ou desenvolvidos com tecnologia estadunidense, a fabricante chinesa se encontra em mais uma situação delicada.

As novidades e a resposta da Huawei devem vir através de Richard Yu, chefe de negócios ao consumidor da Huawei, quando discursar na conferência anual da empresa para desenvolvedores em Dongguan. O executivo deve apresentar a posição da Huawei às mais recentes sanções dos Estados Unidos e apresentar sua alternativa ao Android da Google.

A briga alcançou outro patamar em agosto, quando o presidente norte-americano declarou que a fabricante não poderia adquirir chips e semi-condutores desenvolvidos ou produzidos com software ou tecnologia norte-americana — o que inclui fabricações de empresas estrangeiras.

a  Gonzalo Fuentes/Reuters 

Esse movimento não só desestabilizou a liderança da Huawei no mercado de smartphones, como também dificulta seu crescimento em mercados paralelos, como conectividade 5G e computação em nuvem — onde brigava com outras gigantes, como Google, Amazon e sua vizinha Tencent.

Ainda assim, é provável que a Huawei não apresente o desenvolvimento do HarmonyOS para celulares, mas reitere que está trabalhando na construção de um ecossistema de dispositivos. Sendo assim, o discurso de Richard Yu deve incluir novidades de aparelhos secundários, como smartscreens, acessórios de vestuário e mais.

Isso se dá devido a esperança da companhia em recuperar o acesso ao sistema operacional da Google. A Huawei deve esperar pelo resultado da eleição dos Estados Unidos em novembro e, se Trump não for reeleito, torcer que o novo líder do país revogue as atuais proibições.

Fontes

Huawei pode apresentar novidades no HarmonyOS amanhã (10)