Huawei foca na Nuvem enquanto briga com EUA impacta celulares e 5G

1 min de leitura
Imagem de: Huawei foca na Nuvem enquanto briga com EUA impacta celulares e 5G
Imagem: https://pixabay.com/pt/photos/nuvem-monitor-computa%C3%A7%C3%A3o-em-nuvem-2570253/
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Huawei está investindo no segmento de computação em nuvem para minimizar suas perdas em setores que foram impactados pelas sanções comerciais impostas pelos Estado Unidos, como as áreas de telecomunicações (5G) e celulares.

A companhia já anunciou que vai investir US$ 1,5 bilhão nos próximos cinco anos, com o objetivo de aumentar sua base de desenvolvedores de inteligência artificial, de 1,4 milhões para cinco milhões.

Com isso, a empresa está desembarcando em um mercado super concorrido, disposta a brigar com gigantes como Microsoft, Google, e Amazon, além de suas compatriotas Tencent e Alibaba.

Huawei poderá aproveitar mercado interno para crescer sua divisão de cloud computing.Huawei poderá aproveitar mercado interno para crescer sua divisão de cloud computing.Fonte:  Pixabay/Reprodução 

Investimentos vs. dificuldades

Apesar do orçamento bilionário, não será fácil para a Huawei despontar no setor de nuvem, pois as últimas sanções comerciais lideradas pelos EUA impedem a empresa chinesa de adquirir chips desenvolvidos com tecnologia americana, o que pode ser estendido até mesmo a produtos genéricos que possuem procedência similar.

Ainda assim, é possível que a computação em nuvem se torne um dos maiores pilares para os negócios da Huawei, que poderá expandir sua atuação a partir do próprio mercado chinês, incluindo contratos com governos locais.

Huawei foca na Nuvem enquanto briga com EUA impacta celulares e 5G